quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

Após Putin propor reforma constitucional, Medvedev e gabinete de governo russo entregam seus cargos

Dimitri Medvedev anunciou saída de forma inesperada depois que Putin propôs votação nacional sobre mudanças que devem transferir poderes ao Parlamento, medida que poderia lhe permitir continuar no comando do país depois de deixar o Kremlin.

Por G1


Dimitri Medvedev, ex-primeiro-ministro da Rússia, e Vladimir Putin, o presidente, em reunião governamental no dia 15 de janeiro de 2020 — Foto: Sputnik/Alexey Nikolsky/Kremlin/ via Reuters

O primeiro-ministro da Rússia, Dimitri Medvedev, apresentou a renúncia de seu governo ao presidente Vladimir Putin, nesta quarta-feira (15), um anúncio inesperado feito após o discurso do chefe de Estado sobre reformas da Constituição.

"Nós, enquanto governo da Federação da Rússia, devemos dar ao presidente do nosso país os meios de tomar todas as medidas que se impõem. É por esse motivo que o governo, em seu conjunto, entrega sua demissão", afirmou Medvedev, segundo agências russas de notícias.

Medvedev foi primeiro-ministro por sete anos e oito meses. O atual governo liderado por ele foi formado em 18 de maio de 2018 e era composto por dez vice-primeiros-ministros (incluindo um primeiro vice-primeiro-ministro) e 22 ministérios, de acordo com informações da agência Tass.

Putin propôs o nome de Mikhail Mishustin para o cargo de primeiro-ministro, que aceitou a função. Mishustin era chefe da receita federal russa.

Mais cedo, Putin propôs uma votação nacional sobre mudanças constitucionais abrangentes que devem transferir poderes da presidência ao Parlamento e ao primeiro-ministro, uma medida que poderia lhe permitir continuar no comando do país depois de deixar o Kremlin.

No poder como presidente ou primeiro-ministro desde 1999, Putin, de 67 anos, deve sair em 2024, quando seu quarto mandato presidencial termina.

Ele ainda não disse o que planeja fazer ao final deste período, mas pela Constituição atual, que proíbe que qualquer pessoa cumpra mais de dois mandatos presidenciais sucessivos, Putin está impedido de voltar a concorrer de imediato.

Discurso anual


Putin disse à elite política do país na quarta-feira, por ocasião de seu discurso anual do Estado da Nação, que é a favor de uma mudança da Constituição para dar à Duma, a câmara baixa do Parlamento, o poder de escolher o premiê e outros cargos.

"É claro que existem mudanças muito sérias no sistema político", disse ele, acrescentando que acredita que o Legislativo e a sociedade civil estão prontos para as mudanças.

"Isso aumentaria o papel e o significado do Parlamento do país, dos partidos parlamentares, e a independência e responsabilidade do primeiro-ministro".

Especula-se que ele cogite várias opções para se manter no leme, como transferir poder ao Parlamento e assumir um papel mais destacado de primeiro-ministro.

Os comentários de Putin provavelmente ressuscitarão especulações sobre seus planos para depois de 2024. Críticos o acusam há tempos de tramar para continuar em algum posto no qual exerça poder sobre a maior nação do mundo depois que deixar seu cargo. Ele continua popular entre muitos russos, que o veem como um pilar de estabilidade bem-vindo, apesar de outros se queixarem de ele estar no poder há tempo demais.


Outra opção mencionada é liderar um Conselho Estatal, um organismo que Putin disse, ainda nesta quarta-feira, que acredita que deveria receber mais poderes da Constituição.

Embora ainda não esteja claro se Putin desempenhará um papel importante na vida política russa pós-2024, suas novas propostas apontam para opções possíveis se ele decidir continuar no controle da política nacional, como muitos apoiadores e detratores creem.

BRASIL: Governo eleva salário mínimo para R$ 1.045


Valter Campanato/Agência Brasil

Reajuste decorre da inflação mais alta em 2019

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciaram na tarde de hoje (14), em Brasília, que o salário mínimo de 2020 será elevado de R$ 1.039 para R$ 1.045. Uma medida provisória (MP) será editada pelo presidente nos próximos dias para oficializar o aumento. 


"Nós tivemos uma inflação atípica em dezembro, a gente não esperava que fosse tão alta assim, mas foi em virtude, basicamente, da carne, e tínhamos que fazer com que o valor do salário mínimo fosse mantido, então ele passa, via medida provisória, de R$ 1.039 para R$ 1.045, a partir de 1º de fevereiro", afirmou Bolsonaro no Ministério da Economia, ao lado de Guedes. O presidente e o ministro se reuniram duas vezes ao longo do dia para debaterem o assunto. 


No final do ano passado, o governo editou uma MP com um reajuste de 4,1% no mínimo, que passou de R$ 998 para R$ 1.039. O valor correspondia à estimativa do mercado financeiro para a inflação de 2019, segundo o Índice Nacional do Preços ao Consumidor (INPC), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Porém, o valor do INPC acabou fechando o ano com uma alta superior, de 4,48%, anunciada na semana passada e, com isso, deixou o novo valor do mínimo abaixo da inflação. Por lei, esse é o índice usado para o reajuste do salário mínimo, embora a inflação oficial seja a medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que fechou o ano de 2019 em 4,31%. 


"Nós vamos ter que achar os recursos para fazer isso, mas o mais importante é o espírito que o presidente defendeu, da carta constitucional, que é a preservação do poder de compra do salário mínimo", afirmou Paulo Guedes. Segundo o ministro, com o novo aumento, o impacto nas contas públicas será de cerca de R$ 2,3 bilhões, que poderão ser compensados com R$ 8 bilhões de arrecadação extra prevista pelo governo. 


"Nós já temos, eu prefiro não falar da natureza do ganho, que vai ser anunciado possivelmente em mais uma semana, nós já vamos arrecadar mais R$ 8 bilhões. Não é aumento de imposto, não é nada disso. São fontes que estamos procurando, nós vamos anunciar R$ 8 bilhões que vão aparecer, de forma que esse aumento de R$ 2,3 bilhões vai caber no orçamento", informou o ministro. Ainda segundo ele, caso não seja possível cobrir o aumento de gasto no orçamento para custear o valor do mínimo, o governo não descarta algum contingenciamento.


Até o ano passado, a política de reajuste do salário mínimo, aprovada em lei, previa uma correção pela inflação mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país). Esse modelo vigorou entre 2011 e 2019. Porém, nem sempre houve aumento real nesse período porque o PIB do país, em 2015 e 2016, registrou retração, com queda de 7% nos acumulado desses dois anos.


O governo estima que, para cada aumento de R$ 1 no salário mínimo, as despesas elevam-se em R$ 355,5 milhões, principalmente por causa do pagamento de benefícios da Previdência Social, do abono salarial e do seguro-desemprego, todos atrelados ao mínimo.




Por Pedro Rafael Vilela
Repórter da Agência Brasil/Brasília

domingo, 12 de janeiro de 2020

Famílias do Ó e Aguiar realizam natal solidário para famílias do seringal Novo Horizont



Um dia festa, assim foi o sábado (11), de mais de duzentas pessoas que residem no seringal Novo Horizonte, propriedade do empresário Naldo do Ó. Pois a família do Ó e a família Aguiar organizaram um mega natal solidário para as famílias que residem na comunidade e regiões circunvizinhas. 



Churrasco para celebrar o aniversário do Verbo Encarnado e a chegada de 2020. Além disso, foram distribuídos centenas de peças de roupas, sapatos , brinquedos para as crianças, redes , cobertas e toalhas. Um gesto de carinho e amor ao próximo, assim podemos classificar a ação deste sábado. 





As famílias organizadoras do evento, também promoveram um desfile para escolha da miss da comunidade. Levando um pouco de diversão e lazer as belas moças da região. 



Essa é a primeira vez que os do Ó e Aguiar promovem o evento no seringal. Para o próximo ano, eles pretendem levar atendimento médico, odontológico e distribuição de medicamentos para os moradores. 




Por Leandro Matthaus
Ao menos 17 órgãos públicos abrem inscrições nesta segunda-feira (13) para concursos em todo o Brasil. Juntos, eles oferecem cerca de 1,3 mil vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade.

Só na Prefeitura de Presidente Figueiredo, no Amazonas, são ofertadas 348 vagas. Já na Prefeitura de Campo Novo do Parecis, no Mato Grosso, os salários chegam a R$ 19.764,86.


Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.

Veja abaixo os detalhes dos concursos que abrem inscrições nesta segunda-feira :

Prefeitura de São Miguel do Araguaia (GO)

Inscrições: até 23/01/2020
19 vagas
Salários de até R$ 2.422,26
Cargos de nível fundamental, médio, técnico e superior

Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Itabirito (MG)

Inscrições: até 09/05/18
30 vagas
Salários de até R$ 5.769,42
Cargos de nível médio

Prefeitura de Campos do Jordão (SP)

Inscrições: até 06/02/2020
135 vagas
Salários de até R$ 4.923,13
Cargos de nível fundamental, médio e superior

Prefeitura de Campo Novo do Parecis (MT)

Inscrições: até 09/02/2020
27 vagas
Salários de até R$ 19.764,86
Cargos de nível fundamental, médio e superior

Prefeitura de Pequeri (MG)

Inscrições: até 11/02/2020
37 vagas
Salários de até R$ 3.465,38
Cargos de nível fundamental, médio e superior

Aeronáutica

Inscrições: até 12/02/2020
156 vagas
Cargos de nível médio

Prefeitura de Contagem (MG)

Inscrições: 13/02/2020
7 vagas
Salários de até R$ 4.229,81
Cargos de nível superior

Câmara Municipal de Tapira (MG)

Inscrições: até 14/02/2020
6 vagas
Salários de até R$ 4.000,00
Cargos de nível fundamental, médio e superior

Câmara Municipal de Xaxim (SC)

Inscrições: até 14/02/2020
5 vagas
Salários de até R$ 5.596,09
Cargos de nível fundamental, médio e superior

Prefeitura de Ituporanga (SC)

Inscrições: até 27/01/2020
112 vagas
Salários de até R$ 15.607,87
Cargos de nível fundamental, médio, técnico e superior






Prefeitura de Lontras (SC)





Inscrições: até 12/02/2020
38 vagas
Salários de até R$ 7.434,52
Cargos de nível fundamental, médio e superior






Prefeitura de Brejolândia (BA)





Inscrições: até 24/01/2020
58 vagas
Salários de até R$ 7.500,00
Cargos de nível fundamental, médio, técnico e superior

Prefeitura de Trindade do Sul (RS)

Inscrições: até 11/02/2020
27 vagas
Salários de até R$ 12.000,00
Cargos de nível fundamental, médio e superior

Prefeitura de São José do Belmonte (PE)

Inscrições: até 24/01/2020
65 vagas
Salários de até R$ 1.039,00
Cargos de nível alfabetizado

Amazônia Azul Tecnologias de Defesa - AMAZUL (SP)

Inscrições: até 09/02/2020
67 vagas
Cargos de nível médio e superior

Prefeitura de Presidente Figueiredo (AM)

Inscrições: até 17/01/2020
348 vagas
Salários de até R$ 2.455,35
Cargos de nível fundamental e superior

Prefeitura de Campo Florido (MG)

Inscrições: até 14/01/2020
92 vagas
Salários de até R$ 1.764,82
Cargos de nível fundamental, médio e superior

Morre Valdir Joaquim de Morais, lendário goleiro do Palmeiras

Morreu no início da tarde deste sábado Valdir Joaquim de Morais, lendário goleiro do Palmeiras. Aos 88 anos, ele estava internado na emergência do Hospital Moinhos de Vento desde a madrugada da última terça-feira, após passar mal, e teve falência múltipla dos órgãos em Porto Alegre, cidade onde nasceu.

Valdir Joaquim de Morais estava com a saúde debilitada desde 2016, após ter sofrido um AVC (acidente vascular cerebral). Em 2017, ele fraturou o fêmur e passou a ficar de cama. Seu quadro de saúde piorou nos últimos meses e passou a ser crítico nas semanas finais de vida.


É com muito pesar que a Sociedade Esportiva Palmeiras informa o falecimento de Valdir Joaquim de Morais e manifesta condolências aos amigos e familiares do eterno goleiro do Verdão ➤ http://bit.ly/2FFwFGz 

Obrigado por tudo, ídolo!


Na chegada da delegação do Palmeiras em Orlando, nos Estados Unidos, o goleiro Weverton lamentou a morte do ídolo alviverde.

– Queremos deixar nosso sentimento para a família do Seu Valdir. Um dia triste, um dos maiores ídolos da história do Palmeiras. Aqui nosso abraço em toda família. Um dia triste para todos nós palmeirenses. Que a família possa se sentir abraçada, que Deus possa abençoar todos eles e que possam passar por esse momento difícil – afirmou o atleta.


O corpo de Valdir Joaquim de Morais será velado no cemitério São Miguel e Almas, neste domingo, das 8h30 às 16h. Em seguida, ele será cremado.


Valdir Joaquim de Morais ao lado do ex-presidente Paulo Nobre — Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com


Eternizado na história da Sociedade Esportiva Palmeiras. Obrigado, obrigado e obrigado, Valdir Joaquim de Morais.


Carreira

Valdir Joaquim de Morais defendeu o gol do Palmeiras de 1958 e 1968, período no qual atuou em 480 partidas.

Como jogador, conquistou sete títulos pelo Verdão: Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1967), Taça Brasil (1960 e 1967), Rio-São Paulo (1965) e Paulistão (1959, 1963 e 1966).


Ainda no Palmeiras, Valdir foi treinador interino por algumas vezes entre 1973 e 1980, consultor-técnico (à convite de Vanderlei Luxemburgo, atual treinador) de 1993 a 1997, período no qual enfileirou títulos.

Depois de se aposentar, Valdir Joaquim de Morais criou a profissão de preparador de goleiros em 1969, à época inexistente no Brasil. Nesta função, ele trabalhou na Seleção (Copa do Mundo de 1982) e também no São Paulo e no Corinthians, entre outros clubes.

domingo, 5 de janeiro de 2020

Prefeitos de Cruzeiro do Sul e Santa Rosa exoneram servidores


Por Sandra Assunção , ac24horas.com 



Desde quinta-feira, 2, o Diário Oficial do Estado traz exonerações de servidores provisórios de prefeituras do interior do Acre. Cruzeiro do Sul e Santa Rosa já demitiram 201 provisórios e as dispensas devem continuar.

Na quinta a prefeitura de Santa Rosa publicou 36 exonerações, incluindo secretários municipais . Segundo a prefeitura, as demissões devem continuar com novas publicações no Diário, num total de 90 pessoas.

Nesta sexta feira, 3, o Diário trouxe a publicação de prefeitura de Cruzeiro do Sul, que exonerou 165 pessoas de diversas áreas da gestão.
Cruzeiro do Sul

Em Cruzeiro do Sul foram 165 exonerações das mais diversas áreas da administração municipal .

O assessor de Comunicação da prefeitura de Cruzeiro do Sul, Paulo de Sá, diz que as exonerações foram necessárias por que os 511 aprovados no Concurso Público realizado em dezembro, serão chamados. O resultado oficial do certame será divulgado em 20 de janeiro e as contratações começarão em fevereiro.

O assessor cita também que “se houver necessidade vamos chamar novamente esses provisórios e tentaremos fazer outro Concurso porque é provável que os 511 aprovados não sejam suficientes para todas as necessidades “.
Santa Rosa

Em Santa Rosa, segundo a secretária de Finanças, Giovana Mattos, 90 pessoas no total serão dispensadas. As exonerações seguirão sendo publicadas.

A secretária explica que o objetivo é reduzir as despesas com pessoal, ” por recomendação do Tribunal de Contas já que estamos acima do limite da Lei de Responsabilidade Fiscal, que é de 53 % da receita e estávamos com 62%”.

A prefeitura de Santa Rosa ainda não conseguiu quitar o pagamento de dezembro com todos os funcionários, o que segundo Giovanna, será feito no dia 10.

Genro de Bestene pode faturar quase R$ 12 milhões com venda de computadores no governo de Gladson



Foi publicado na edição da última quinta-feira, 2, no Diário Oficial do Estado uma Adesão à ata de registro de preços em que a C. Com Informatica Imp. Exp. Comércio E Indústria Ltda foi escolhida pela Secretaria de Educação para fornecer computadores. A empresa, que já foi uma das maiores vendedoras de produtos de informática do Estado com lojas na Avenida Ceará e no Via Verde Shopping, mas que fechou as portas em 2017 devido a forte crise econômica que vem assolando o Estado desde 2014, é de propriedade de Cristiano Silva Ferreira, genro do deputado José Bestene (Progressistas).

Em consulta preliminar no Portal Consulta Sócio.com, o ac24horas aferiu que Cristiano é sócio de 2 empresas no estado de Minas Gerais, 1 em São Paulo, 1 em Amazonas e 1 em Acre, entre elas a C.Com Informática.

O ato, por meio do qual, a secretaria de educação do Estado do Acre adere à ata elaborada mediante licitação promovida pela Secretaria de Fazenda do Estado do Amazonas, tem o valor global de R$ 11.730.000,00 por 12 meses. O ac24horas apurou a Ata é suficiente para atender a uma necessidade inicial e urgente da SEE, da aquisição de pouco mais de 2 mil computadores, ou seja, cada máquina por sair até por R$ 5.865, consideradas de alto padrão que deverá atender as unidades de ensino e setores administrativos da educação. Até onde se sabe, máquinas de alto valor e padrão de uso nunca foram usadas na Rede Pública de ensino.


Apesar da empresa beneficiada com o contrato que ainda deve ser oficializado ser de um parente de deputado da base governista, a Secretaria de Educação informa que devido a adesão, foi possível economizar R$ 400 mil

.A divulgação da adesão da ata pelo secretário adjunto de educação, Márcio Matos Mourão, suscitou a dúvida de que o fato ocorreu para beneficiar a família do deputado progressista, porém em comunicado, a SEE afirma que todo o processo foi analisado pelos órgãos de controle do governo como a Controladoria-Geral do Estado (CGE) e a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e salienta, no entanto, que as novas aquisições de computadores serão realizado por meio de licitação própria, após a compra das primeiras duas mil máquinas.

O ac24horas apurou que a homologação do contrato ainda deve ser publicada e oficializada no Diário Oficial nos próximos dias.

Por Marcos Venícios , AC24HORAS.COM

Exército do Irã diz duvidar que Trump tenha coragem de executar ameaças


Comandante militar do país comentou publicação do presidente dos EUA sobre 52 alvos iranianos que poderiam ser atacados. Trump diz que se o país for atacado vai revidar com ‘mais força do que nunca’.

Por G1

O Exército do Irã respondeu neste domingo (5) as recentes ameaças feitas pelo presidente dos EUA, Donald Trump, contra o país afirmando que ‘duvida’ que o americano tenha coragem de executar seus planos. Em uma série de posts, Trump afirmou que os EUA têm 52 alvos para lançar ataques caso o Irã busque vingança pela morte do general Qassem Soleimani.

“Num potencial conflito no futuro, o que eu não acredito que eles [americanos] tenham coragem de realizar, vai ficar mais claro onde os números 5 e 2 vão se encaixar”, disse o general Abdolrahim Musavi, de acordo com a agência iraniana Irna.

“Dizem esse tipo de coisa para desviar a atenção da opinião pública mundial de seus atos odiosos e injustificáveis, mas duvido que tenham coragem”, completou.

Em entrevista à rede de televisão americana CNN em Teerã, no Irã, o ex-ministro da Defesa iraniano e hoje conselheiro militar do líder supremo do país, Hossein Dehghan, afirmou que “a resposta [ao ataque que matou Soleimani] será com certeza militar e contra alvos militares”.


Diante de possibilidade de retaliação, Trump ameaça: ‘Vamos alvejar 52 alvos no Irã’
Dehghan acrescentou, ainda, que a liderança iraniana “nunca buscou a guerra e não buscará a guerra. Foi a América que começou a guerra”, disse, em referência aos EUA. “A única coisa que pode acabar com esse período de guerra é que os americanos recebam um golpe igual ao golpe que infligiram. Depois, eles não buscar um novo ciclo [de violência]”, disse.


O ministro das Comunicações e Tecnologia da Informação do Irã, Mohammad Javad Azari-Jahromi, também criticou Trump. Pelo Twitter, ele chamou o presidente norte-americano de “terrorista de terno”.


Neste domingo (5), o Irã convocou, pela terceira vez nos últimos cinco dias, o representante suíço dos interesses americanos em Teerã para responder à ameaça de Trump de que Washington teria alvos iranianos na mira se o Irã atacasse americanos. (veja abaixo).

Ameaças de Trump


O presidente norte-americano Donald Trump disse na noite deste sábado (4) no Twitter que tem na mira 52 alvos no Irã, “alguns deles de alto nível e de grande importância” para o país, e que não hesitará em atacá-los caso os iranianos atinjam algum americano em vingança pela morte do general Qassem Soleimani.

“Que sirva de alerta de que se o Irã atacar quaisquer americanos ou instalações americanas, nós temos 52 locais iranianos como alvo (representando 52 reféns americanos feitos pelo Irã muitos anos atrás), alguns deles de alto nível e grande importância para o Irã e para a cultura iraniana, e esses alvos, e o próprio Irã serão atingidos muito rápido e com muita força. Os Estados Unidos não querem mais ameaças!”, escreveu.

Na postagem, o presidente norte-americano classificou como audaciosas as ameaças feitas pelo Irã de vingar a morte de Soleimani e classificou o general como “líder terrorista”. Ele comandava uma unidade especial da Guarda Revolucionária do Irã e era considerado a segunda pessoa mais importante do país.

Trump acusou o militar de há pouco matar um americano e de ferir muitos outros, “sem mencionar todas as pessoas que ele matou durante sua vida, incluindo recentemente centenas de manifestantes iranianos”.

“O Irã não tem sido outra coisa senão problema”, afirmou no tuíte.

Já na madrugada deste domingo (5), o presidente voltou a postar sobre o assunto em sua rede social. Trump elevou o tom, reafirmando que se os EUA forem atacados irão revidar.

“Eles nos atacaram e revidamos. Se eles atacarem novamente, o que eu recomendo fortemente que não façam, nós os atingiremos com mais força do que nunca”

Em outro post, Trump enalteceu o poderio militar e o investimento de US$ 2 trilhões do país em equipamentos no setor e reafirmou que não hesitará em usá-los contra o Irã caso uma base ou qualquer americano seja atacado.

sábado, 4 de janeiro de 2020

Enchente de rio em Tarauacá já atinge mais de mil casas


Acima dos 10 metros, o Rio Tarauacá, na cidade de mesmo nome, já atinge mais de mil casas. Segundo a Defesa Civil Municipal, apesar da enchente, nenhuma família precisou sair das casas.

Neste sábado (4), o manancial marcou 10,10 metros às 9h e está acima da cota de transbordo, que é de 9,5 metros. A cota de alerta é de 8,5 metros.

O coordenador da Defesa Civil na cidade, Jyensveferpher Jardim, explicou que há três bairros atingidos pelas águas do rio: bairros da Praia, Triângulo e Luiz Madeiro. Segundo ele, ainda não há famílias desabrigadas porque as casas são elevadas por causa das enchentes.



“O pessoal fica ilhado, mas ainda não desabrigado. Um pouco mais de água deixa desabrigado muita gente. Tem em torno de mil a 1,2 mil casas atingidas. Ninguém saiu de casa ainda, não sabemos se houve desalojados [que podem ter ido para casa de parentes por conta própria], mas desabrigados não temos”, reforçou.

Jardim acrescentou que já tem duas escolas preparadas para receber as famílias que precisarem deixar suas casas.

“Estamos de pré-aviso, todo mundo preparado. Se for necessário, em questão de meia hora retiramos as famílias”, garantiu.

Com informações do Portal G1.

sexta-feira, 3 de janeiro de 2020

PROFESSORES DE PORTO WALTER INICIAM 2020 RECEBENDO ABONO E ANTECIPAÇÃO DO PAGAMENTO DE FÉRIAS


Foto: Sérgio Vale

O prefeito Zezinho Barbary, do MDB, autorizou o depósito no dia 31 de Dezembro de 2019, após sancionar o Projeto de n 344, enviado pelo Gabinete do Prefeito para a Câmara Municipal, e votado por unanimidade pelo poder legislativo do município.

Após operação bancária, o dinheiro está disponível a partir do dia 03 de Janeiro de 2020. Além do abono de R$ 808,59 para todos os professores efetivos e provisórios / professores em função pedagógica. O município fez também, a antecipação do pagamento de férias dos professores efetivos.

Assessoria de Comunicação

No AC, bombeiros registraram 33 mortes por afogamento em 2019



O Corpo de Bombeiros do Acre atendeu, só em 2019, 33 mortes por afogamento. O número é menor do que o registrado em 2018, quando 49 pessoas pessoas morreram afogadas, mas ainda preocupa pela quantidade de casos registrados no Acre.

Das 33 mortes, 25 foram atendidas pelo batalhão de Rio Branco, que atende Bujari, Porto Acre, Senador Guiomard e Plácido de Castro. As outras 5 foram atendidas pelos bombeiros do interior do estado.

Os casos mais recentes de afogamentos foram do professor Gleisson Oliveira, de 33 anos, que sumiu no Rio Juruá no dia 9 de dezembro, quando tomava banho com duas meninas. Oliveira sumiu no trecho da travessia da balsa entre os municípios de Cruzeiro do Sul e Rodrigues Alves, no interior do Acre. O corpo dele não foi achado, mesmo após buscas dos bombeiros e Marinha.

O segundo caso próximo ao do professor, foi do pequeno Paulo Henrique, de 6 anos, que caiu no Rio Acre na noite de Natal, na quarta-feira (25). Ele brincava com o irmão às margens do rio, quando caiu no manancial e também não foi mais achado.

O terceiro caso trágico de afogamento também envolveu uma criança. João Gabriel, de 6 anos, morreu afogado em um igarapé [curso d’água constituído por um ‘braço’ longo de rio ou canal], na sexta-feira (27), durante uma festa de confraternização no município de Mâncio Lima, interior do Acre.

A festa era da Creche Municipal Vovô Aureliano, onde ele estudava. O corpo do menino foi levado ao IML da cidade após familiares e amigos tentarem socorrê-lo.

Negligência
A média de afogamentos no estado por ano, segundo o major do Corpo de Bombeiro Cláudio Falcão, é de 400 casos. O militar explica que muitas vezes as pessoas acabam tendo uma autoconfiança e negligência que acabam contribuindo para que os acidentes ocorram.

“As pessoas acham que não vão se afogar, então acabam entrando em locais que não conhecem, não fazem o dimensionamento do perigo e da profundidade do local. Muitas vezes aqueles que não sabem nadar, acabam entrando na água, tem também a ingestão de bebida alcoólica, os saltos impróprios quando vão se banhar no seu lazer. E, em crianças, a falta de vigilância, 80% das crianças se banham sem ter uma supervisão de adulto, então normalmente acontecem acidentes”, pontua.

Ainda segundo o major, os homens têm seis vezes mais chance de morrerem afogados do que as mulheres.

“Em determinadas faixas etárias, passa para 19 vezes mais chance. Em questão de afogamentos que ocorrem em embarcações é por conta da falta de equipamentos de segurança, como colete salva-vida e boias”, explica.

Segurança
Para as crianças, o ideal é o colete e não as boias que geralmente estão no braço ou soltas do corpo. Falcão explica que há seis níveis de afogamento e os únicos que não deixam sequelas são o 1 e 2. Fora isso, a pessoa pode ter sequelas ou até morrer.

“A dica é não negligenciar a segurança. Saber onde estão indo, não se aventurar em rios ou represas que não conhece a profundidade, se ingerir bebida alcoólica evitar entrar na água, não pode deixar criança sozinha em represas, rios, piscina. Tem que ter bastante cuidado, porque 65% acontece em rios e represas e um pequeno percentual em piscinas. Precisam ter cuidado com isso, usar equipamentos de segurança e não se portar com essa autoconfiança”, orienta.

Por G1

quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

Vereador Roberto Rodrigues cobra uma solução da bancada federal para o caso do Banco Postal dos Correios em Jordão


O fechamento dos Bancos Postais nas agências dos Correios, que atuava na condição de correspondente do Banco do Brasil, afetou diretamente a vida dos habitantes dos municípios isolados , como é o caso de Jordão, cidade no interior do Acre, que só  é possível  chegar por via aérea - uma hora e meia de voo até a capital ( Rio Branco) ou por barco vindo pelo município de Tarauacá partindo da cidade de nome homóloga ao rio, com no mínimo três dias barco a subida-. 

Com o fim do contrato entre os dois órgãos do governo federal, a população de Jordão vive um grande  dilema . A maioria dos funcionários do município são clientes do Banco do Brasil  e o Banco Postal era o único lugar aonde podia fazer saques ou pagar boletos. 

O caso mais graves são os dos aposentados que caso não resolvido  a situação, terão que ir até Tarauacá gastar o mínimo que tem para receber seus proventos. Ou seja, vão sacar e gastar apenas com a despesas da viagem. 

Com o caos instalado, o vereador Roberto Rodrigues ( PCdoB) cobrou da bancada acreana no Congresso Nacional uma solução. " Peço que a nossa bancada encontre uma solução. Os bancos postais foram fechados em todo o país, mas a grande maioria das cidades dispõem de vários bancos, caixa, e nós que vivemos no isolamento como vamos fazer ?", indaga o parlamentar. 

Outra reclamação da população que que ganhou o apoio do vereador, é que a carga dos Correios está vindo pelo rio. " Estamos voltando a cem anos na história. Que é o transporte de carga dos correios pelo rio", lamenta o vereador. Antes as encomendas vinham de Rio Branco por via aérea. 

Jordão dispõe de uma caixa lotérica mas nem todos os boletos é possível ser pago, por exemplo, impostos do IPVA, multas de trânsito. "Os deputados federais e senadores precisam agir. Né possível que oito representantes não encontre uma solução", cobra. 

Por Leandro Matthaus

Jordão: Réveillon do Povo atrai duas mil pessoas; Gabriel Lener comandou a mega festa

Gabriel Lener cantando 


O Réveillon do Povo, tradicional evento organizado anualmente pelo prefeito Élson Farias (PCdoB), na cidade de Jordão para celebrar a chegada do ano novo, foi uma festa para ninguém pôr defeito- frase dita pelas pessoas que participaram da mega festa.

Prefeito Élson Farias leva sua mensagem ao público 

Mais de duas mil pessoas lotaram a avenida Francisco Dias, local do show, para ver o cantor de renome nacional Gabriel Lener agitar a multidão e ver a passagem de ano num clima de muita alegria.

Além de Gabriel Lener, os jordanenses desfrutaram de boa música até as 6 da manhã do dia 1º de janeiro. Sendo que a animação começou às 9 da noite do dia 31, quando a dupla Marazona e José Augusto subiram ao palco para agitar a multidão. Ao todo foram cinco atrações regionais que cantaram no show da virada.



O evento atraiu não apenas os moradores da cidade e zona rural de Jordão, mas também pessoas de outras cidades, por exemplo, o empresário Dagoberto (DGO) e o vereador Carlos Tadeu, ambos de Tarauacá. Na rede social, o vereador tarauacaense parabenizou a administração municipal pela grandeza do evento. “Quero deixar meu reconhecimento ao prefeito Élson e sua equipe pela organização da bonita festa. Também parabenizo à população de Jordão pelo gestor que tem, grato a todos e um abraço pela acolhida”, salientou Carlos Tadeu.

Multidão na avenida Francisco Dias 


O reconhecimento sobre a organização também partiu dos oposicionistas da administração municipal, Zeina Melo,  empresária e ex-vereadora da cidade, disse que a festa foi excelente. “Excelente! Somos gratos a Deus e ao prefeito Élson Farias e toda sua equipe pela grandeza do evento. Como todos sabem, fazemos parte da oposição em Jordão, de forma coerente e responsável, por isso, as ações corretas do governo municipal devem ser apoiadas, que é o que estamos fazendo aqui, e também as incorretas devem ser questionadas”.



O evento foi benéfico aos empreendedores da cidade, que puderam vender bebidas e alimentação nas barracas durante a festividade. Segundo André, a festa rendeu um bom lucro a família, pois conseguiram vender bebidas e lucrar com isso. “O prefeito deu todo o suporte para que pudéssemos colocar nossos produtos. A organização das barracas próximo ao palco também contribuiu para que a gente vendesse e lucrasse”, disse o empreendedor. Outro empreendedor satisfeito com o Réveillon do Povo, é Célio Andrade, que montou sua barraca de alimentação e vendeu todos os seus produtos. “Foi uma boa festa. As pessoas se divertiram bastante e sobre as vendas, mesmo sendo numa cidade pequena tudo o que fizemos conseguimos vender. Deu um bom lucro”, afirmou.

Durante os sete anos de administração do prefeito Élson Farias, sua equipe de governo organiza o Réveillon do Povo. Destarte, que os músicos de renome nacional, trazidos em parceira com a JL Produções, do empresário Jean Lopes, são aprovados pelo público.



Fotos: Jayton Farias
Por Leandro Matthaus /Portal Tarauacá