domingo, 10 de dezembro de 2017

Big bran conquista o bi-campeonato estadual de futsal

O troféu do campeonato acreano de futsal, da primeira divisão,  pelo segundo ano consecutivo ficará na capital do Vale do Juruá. A equipe cruzeirense Big Bran consagrou-se bi-campeão estadual depois do empate de oito a oito com o Juventus de Feijó. 

No primeiro jogo da final, o Big Bran venceu o adversário por oito a cinco diante de sua torcida no ginásio Jader Machado. Neste domingo (10) em Feijó, os cruzeirenses precisava apenas de um empate, e veio. 

Em 2016, o Big Bran tinha sido campeão invicto.

Por Leandro Matthaus
Blog Tarauacá Agora

Esporte: Jordão triunfa sobre Porto Walter e Marechal Thaumaturgo



Os atletas de Jordão fizeram bonito nos dois amistosos que participaram diante dos adversários do Vale do Juruá. A seleção de Jordão venceu a fortíssima equipe de Porto Walter por um a zero, no dia 08, no estádio Wagner Borges.


O amistoso foi em alusão ao novenário de Nossa Senhora de Fátima, a padroeira   do município. 

Com a derrota, a seleção local perdeu a invencibilidade diante da sua torcida após cinco anos. Depois que o estádio tinha sido inaugurado, jamais uma outra seleção tinha conseguido uma vitória diante dos donos da casa. 

O gol da equipe jordanense foi marcado pelo atacante Romeniges Sombra. 

O jogo foi transmitido pelas rádios Ocidental FM ( Porto Walter), FM Cultural ( Jordão ) e a Juruá FM  ( Marechal Thaumaturgo). A narração foi comandada por Geovanny Correia, e comentários de Guarsione Melo e Mauro Brito. 

Em Marechal Thaumaturgo, o amistoso com os donos da casa foi na modalidade futsal. Mais uma vez deu Jordão. O time levantou o troféu ao vencer o adversário pelo placar de três a dois. 

Em Marechal Thaumaturgo comemorando o título.

Participam da viagem com os atletas de Jordão: o vice-prefeito da cidade Ademir Batista ( PT) e o vereador Guedes Oliveira ( PSDB).

Os amistosos entre os três municípios têm sido constante, principalmente entre Jordão e Marechal. 

Por Leandro Matthaus
Blog Tarauacá Agora

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Henrique Alves é denunciado por lavagem de dinheiro nas obras do Porto Maravilha

Construtora desviou R$ 1,6 milhão para contas do ex-ministro no exterior a pedido de Eduardo Cunha, diz MPF. Dados bancários e depoimento de Funaro compõem processo; defesa diz não ter sido notificada.

Por Mateus Rodrigues, G1 DF



Os peemedebistas Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil e José Cruz/Agência Brasil)

O Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF/DF) denunciou o ex-ministro do Turismo e ex-presidente da Câmara dos Deputados Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) à Justiça, nesta quinta-feira (7), pelo crime de lavagem de dinheiro. Segundo a ação, o político recebeu propina ligada às obras do Porto Maravilha, no Rio de Janeiro, e enviou o dinheiro para paraísos fiscais.

O caso foi remetido para a 10ª Vara Federal e decorre das investigações da operação Sépsis – feitas pela mesma força-tarefa que coordena as operações Greenfield e Cui Bono. Se a denúncia for recebida, Henrique Alves pode virar réu por lavagem de dinheiro cometida em 2014 e 2015.

O ex-ministro já responde pelo mesmo crime e por corrupção passiva nos autos da operação Sépsis, por práticas supostamente cometidas em 2011. Advogado de Henrique Alves nesse caso, Marcelo Leal afirmou ao G1 que não tinha sido notificado da denúncia até o fim da tarde e, por isso, não teria como comentar o caso.

O político está preso desde o último dia 6 de junho, quando a operação Manus foi deflagrada. Segundo a PF, mesmo na prisão, Alves comandava um esquema de ocultação de bens e fraude em licitações. No último dia 26, dois assessores do ex-ministro e um funcionário do Ministério do Turismo foram presos por relação com esse suposto esquema, em uma operação intitulada Lavat.

Porto Maravilha

De acordo com a denúncia, o político usou contas em paraísos fiscais para "encobrir a propina paga pela Construtora Carioca, uma das responsáveis pela obra Porto Maravilha, no Rio de Janeiro". O MPF calcula que o valor desviado ultrapasse a cifra de R$ 1,6 milhão.

Segundo a ação, essas transações foram feitas por uma offshore da qual Alves era beneficiário, chamada Bellfield. O MPF afirma que a propina foi creditada a pedido do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Dados que comprovariam essa movimentação foram obtidos com instituições financeiras internacionais, depois que as investigações dessas contas foram transferidas da Suíça para o Brasil.

Na ação, os procuradores da República afirmam que Henrique Eduardo Alves, "de forma consciente e deliberada, a fim de dissimular a origem dos recursos ilícitos transferidos à offshore Bellfield", voltou a transferir esse dinheiro – desta vez, para contas em Dubai (nos Emirados Árabes Unidos) e no Uruguai.

Extratos obtidos junto a bancos estrangeiros mostram transferência de R$ 3 milhões – um valor que, na visão do MPF, ajudaria a encobrir a existência dos R$ 1,6 milhão desviados. Informações adicionais foram reunidas a partir do depoimento do doleiro Lúcio Funaro.

O crime de ocultação de bens prevê pena de reclusão de 3 a 10 anos, além de multa. Na denúncia, o MPF pede que a pena seja aumentada de um a dois terços, sob a alegação de que o crime foi praticado repetidas vezes. Com isso, se virar réu na ação, Alves poderia ser condenado a mais de 16 anos de prisão.

Professor larga a universidade para investir em lavanderias e fatura R$ 48 milhões

Com mais de 300 unidades em todo o país, Lava e Leva projeta crescimento e expansão de franquias

Ele iniciou a carreira de empreendedor logo após abandonar a vida como professor de faculdade no curso de administração. Primeiro, abriu uma rede de cursos profissionalizantes e depois vendeu sua parte para poder fazer uma especialização em franquias nos EUA. Foi lá que surgiu a ideia de trazer o modelo de lavanderias para o Brasil. "Pensei em algo de baixo custo, em que todos poderiam ter acesso e pagar por mês", conta o empresário Fernando Martins.

Foi assim que nasceu a Lava e Leva, uma lavanderia que lava a roupa da família com pagamento mensal a preços populares. Hoje, a rede conta com 330 unidades espalhadas pelo Brasil e pretende faturar R$ 48 milhões em 2017.

A Lava e Leva foi criada desde o início para ser uma franquia inovadora e que oferecesse uma alternativa para a dona de casa que não tem condições de pagar uma empregada doméstica ou diarista e que precisa de uma solução para os cuidados das roupas da família, mas também atende pessoas que moram sozinhas e clientes que querem lavar peças avulsas sem contrato mensal. "Uma vez por semana o cliente leva a roupa e a recebe lavada, seca, passada, dobrada e embalada. É só chegar em casa e colocar no armário", explica o fundador do negócio.

A unidade piloto foi testada durante todo o ano de 2014 e o modelo de franquia foi formatado neste período. Em fevereiro de 2015, foi inaugurado o escritório da franquia em Maringá, e em março foi iniciado o processo de expansão.

A franquia oferece inúmeras vantagens para seus clientes. "O preço sai muito mais barato do que contratar uma diarista ou empregada doméstica, sem contar a economia na conta de luz, conta de água, sabão e amaciante". A faixa de roupas lavadas por mês é de 3 milhões, unindo todas as unidades.
O setor limpeza e conservação, em que as lavanderias estão incluídas, cresceu 4,8% em relação ao ano passado, segundo dados levantados pela Associação Brasileira de Franchising. Esse fator somado ao modelo de microfranquia proposto pela Lava e Leva e o atual momento econômico do país, resulta na grande procura por franquias do segmento.

Fernanda Brandão 

Assessora de Comunicação
(11) 3661-3131 (11) 97543-2754

Cruzeiro do Sul: Professor João Carlos de Carvalho lança o livro: “A Lâmina do Risco e do Reconhecimento: Ensaios Teórico-Críticos”.



Por Leandro Matthaus 
Blog Tarauacá Agora


O professor da Universidade Federal do Acre, João Carlos de Carvalho, de 55 anos, lançou mais um dos seus memoráveis livros, na noite de quinta-feira (07) no teatro do Moa, em Cruzeiro do Sul.



O lançamento do livro: A Lâmina do Risco e do Reconhecimento: Ensaios Teórico-Críticos ( Editora Appris, Curitiba, 2017)), culminou com a realização do I Simpósio de Pedagogia (SIMPED) e IV simpósio do PIBID do Campus Floresta, cujo evento é em comemoração aos 25 anos do curso de pedagogia da UFAC na cidade de Cruzeiro do Sul. O livro têm 15 capítulos e 277 páginas. 

Como bem explicou a professora Vera Lúcia de Magalhães Bambirra que escreveu o prefácio , na obra, o autor faz uma abordagem literária e teórica a cerca das literaturas de expressões amazônica, das identidades, da teoria crítica literária, da psicanalise e da criação ficcional. 

Segundo o que está escrito na contracapa, o livro “A Lâmina do Risco e do Reconhecimento: Ensaios teórico-críticos” propõe ser um grande apanhado de algumas das principais discussões no campo legado dos estudos literários do século XXI. Isto é, a partir da compreensão técnica do fenômeno estético, as discussões nos diversos campos propostos trafegam entre o rigor metodológico e o sabor do literário.

João Carlos de Carvalho é natural do Rio de Janeiro, sendo graduado em Letras Português pela Universidade Veiga de Almeida, doutor e mestre em teoria literária. Além disso, é torcedor e sócio proprietário do Clube de Regatas Botafogo, cuja bandeira estava presente na mesa de autografo na noite de gala. 

O escritor já publicou romance, artigos e livros que englobam o campo dos estudos literários e ficcional. 

O evento foi prestigiado por amigos, professores e alunos do mestre João. 

O livro pode ser adquirido pelo valor de R$ 50. 

Bibliografia

CARVALHO, João Carlos. A lâmina do risco e do reconhecimento: ensaios teórico-críticos. 1.ed. –Curitiba: Appris, 2017. 









quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Tarauacaense Isaac Melo é condecorado com a medalha Mário de Andrade pelo IPHAN



O tarauacaense Isaac Melo foi condecorado com a  medalha Mário de Andrade concedia pelo  Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (IPHAN),  pelo relevante serviço em defesa do patrimônio histórico cultural do Acre.


Há alguns anos, o filósofo e professsor substituto da UFAC se dedica através do seu Blog Alma Acreana a mostrar  os patrimônios culturais de nossa terra, além disso, atualiza sua página com poemas de autores renomados da nossa região e do país. Djalma da Cunha é um dos escritores mais reverenciado pelo filósofo.



A medalha que leva o nome de Mário de Andrade, fundador do Modernismo no Brasil, e defensor inquestionável da cultura nacional sem ufanismo, é concedido aos cidadãos que tem uma história de luta em defesa do patrimônio cultural da história brasileira, seja ela no âmbito municipal, seja na esfera federal.

Leandro Matthaus
Blog Tarauacá Agora


segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Cruzeiro do Sul: Irmão Ilderlei Cordeiro assume a pele de lobo

Ilderlei Cordeiro, que de cordeiro só tem o nome, começa mostrar o gênio de lobo que já era conhecido por todos desde a época que era vice-prefeito da Zila Bezerra. 

Eleito deputado federal, o peemedebista que na época fazia parte da falsa sigla socialista PPS, fez uma mandato pífio. 

Conhecido na cidade como um péssimo gestor até mesmo da herança da família, vestiu o mantra de evangélico, inclusive só se dirige as pessoas com o famoso vocábulo irmão. Mas o irmão Ilderlei parece não ser tão bom com os irmãos trabalhadores da prefeitura, além de exigir que eles abdiquem do salário de novembro, o gestor aliado de Temer só pagará os direitos trabalhistas dos trabalhadores demitidos no ano de 2018. Isso é que podemos chamar de presente de natal e ano 
novo do  irmão Ilderlei. 

Por Leandro Matthaus

Jordão: Remanso se consagra campeão do campeonato rural do baixo rio Tarauacá


Centenas de moradores da zona rural do baixo rio Tarauacá, do município de Jordão, se reuniram na comunidade do Jaminawá para prestigiar a final do campeonato masculino e feminino rural. O campeonato foi organizado pelo vereador Rosaldo Saraiva (PT), com o apoio da prefeitura do município e dos deputados estaduais Jenilson Leite (PCdoB) e Jesus Sérgio (PDT). 

No masculino, o campeonato contou com a participação de sete equipes. Sendo campeão o time do Remanso, o vice-campeonato ficou com a equipe do Jimanawá e o terceiro lugar com a equipe Revisão. Já na modalidade feminina, quem triunfou foi o Barcelona, Revisão e Jaminawá, ficaram em segundo e terceiro respectivamente. 

A premiação do campeonato masculino foi custeada pelo gabinete deputado Jenilson Leite, na ocasião representado pelo assessor Luís Meleiro, e pela prefeitura na pessoa do prefeito Élson Farias que foi representado pelo vice-prefeito Ademir Batista (PT) . O campeão, o vice e o terceiro colocado,ambos, receberam uma bonificação em dinheiro. Também foram premiados o artilheiro (Bedeu, 12 gols) e vice-artilheiro (Roni, 11 gols). 

As mulheres também receberam premiação em dinheiro, através do patrocínio do gabinete do deputado Jesus Sérgio. 

Além do vereador Rosaldo Saraiva, organizador do campeonato, estavam presentes no evento: Meire Sérgio (presidente da Câmara), Guedes Oliveira (PSDB) e Marcelo (PP). O parlamento auxiliou a festividade, patrocinando a alimentação dos presentes. 

Foi uma grande festa dos moradores das comunidades rurais, como definiu Pedro Freire, proprietário do seringal Jaminawá. Que agradeceu a todos que colaboraram para o mega evento. 

Para garantir a paz do evento, uma equipe da Polícia Militar composta por quatro agentes fizeram a segurança. 

O grande destaque do evento foi a união das forças políticas constituídas de Jordão, incluindo oposição e situação, para que a culminância do campeonato foi tão bem organizado e a tivesse relevância que teve para os moradores do baixo rio Tarauacá. 
























domingo, 3 de dezembro de 2017

Pesquisa: Flávio Dino tem vantagem superior a 30 pontos sobre Roseana

Em pesquisa do Instituto Exata, divulgada neste domingo pelo Jornal Pequeno, o governador Flávio Dino (PCdoB) tem a preferência de 63% eleitores do Maranhão, enquanto Roseana, candidata da família Sarney e de Temer, tem 29% das indicações. Flávio Dino mantém ainda um alto índice de aprovação de seu governo com 62% dos maranhenses aprovando sua gestão.

Reprodução da Internet

Governador maranhense é aprovado pela maioria dos maranhenses e a preferência na disputa de 2018

O governador maranhense chega ao final de seu terceiro ano à frente da administração com aprovação crescente e sendo o preferido da população para governar mais quatro anos. Segundo a nova pesquisa realizada pelo Instituto Exata, em parceria com o Jornal Pequeno, Flávio Dino venceria a eleição em primeiro turno com 63% dos votos. A ex-governadora Roseana Sarney mantém-se em segundo lugar, mais de 30 pontos atrás, com 29%.

Em terceiro lugar, aparecem empatados com 4% o senador Roberto Rocha e a ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge. Em relação à pesquisa realizada em outubro, Flávio Dino subiu três pontos e Roseana Sarney, um. Já o senador Roberto Rocha caiu três pontos e a ex-prefeita, um.

Aprovação

Realizada na semana após nova fase da Operação Sermão aos Peixes, a pesquisa aponta que a aprovação do governo teve variação positiva no período, em relação à pesquisa anterior. A pesquisa apurou que 62% dos maranhenses aprovam a gestão de Flávio Dino contra 35% que a desaprovam, e 3% não sabem responder. Em outubro, eram 61% de aprovação, e em abril, a aprovação havia ficado em 60%.

Promessa cumprida

No Twitter, Flávio Dino comentou sua vantagem sobre a "candidatura que representa o passado" e registrou "o intenso e sério trabalho com sólida aprovação popular" e agradeceu "a confiança e a partilha de esperanças". Dino agradeceu ainda à sua equipe de governo. O governador afirmou ainda que está "cumprindo fielmente o nosso programa de governo aprovado em 2014. Fazemos um governo sério. Aplicamos dinheiro público com foco na ampliação de direitos e serviços públicos, especialmente para os mais pobres". Com certeza, tanto a aprovação de seu governo como a preferência dos maranhenses por Flávio Dino para a disputa de 2018 refletem a gratidão popular ao trabalho que vem sendo realizado nos últimos três anos.

Corrida presidencial

No cenário para Presidência da República, 65% dos maranhenses votariam outra vez em Luiz Inácio Lula da Silva. Outros 14% no candidato Jair Bolsonaro, 6% em Marina Silva, 4% em Ciro Gomes e os tucanos Geraldo Alckmin e João Dória aparecem empados com 2% cada.

A pesquisa foi realizada entre os dias 27 de novembro e 1º de dezembro, ouvindo 1.415 eleitores em todas as regiões do estado. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.


Do Portal Vermelho, com informações do Jornal Pequeno

sábado, 2 de dezembro de 2017

Reitor da UFAC Minoru vai se filiar na Rede Sustentabilidade da Marina Silva

Reitor da Ufac, Minoru Kimpara: filiação no Rede marcada para o dia 19 próximo

O Reitor da Ufac, Minoru Kimpara, escolheu, junto com a ex-senadora Marina Silva, a data do dia 19 de dezembro próximo para se filiar no Rede. Após essa data, ai sim, ele estará a disposição do partido para, se for o caso, disputar as eleições para o Senado. “Estarei a disposição da sigla depois da filiação. Por enquanto estou ocupado com a Ufac”, afirmou ainda há pouco ao Blog do Evandro Cordeiro.    

Evandro Cordeiro

Política: Rede Sustentabilidade lançará neste sábado a pré-candidatura de Marina Silva ao Planalto

A Rede Sustentabilidade, sigla criada pela ex-ministra do Meio Ambiente Maria Silva, lançará ela pré-candidata ao Planalto neste sábado, na capital federal. 

"Os dirigentes estaduais vão apresentar pedido para que possam usar o nome de como pré-candidata a presidente da República e ela vai aceitar. Ela não pode chegar à convenção como candidata de si mesma", explica o deputado Miro Teixeira (Rede-RJ) ao Broadcast Político.

Se confirmada a candidatura no primeiro semestre de 2018, será a terceira vez que a ex-senadora disputa o cargo - ela disputou em 2010, pelo PV, e 2014, pelo PSB.

Marina Silva foi senadora da República pelo Estado do Acre por dois mandatos consecutivos, sendo que no primeiro mandato do Luiz Inácio Lula da Silva ( PT) ela assumiu o Ministério do Meio Ambiente. Fundadora do PT no Estado, ela já foi vereadora na capital.

Leandro Matthaus
Com informações do Estadão

TARAUACÁ: EX-PREFEITO VANDO TORQUATO DECLARA APOIO A PRÉ-CANDIDATURA DE MÁRCIO BITTAR AO SENADO

Raimundo Accioly, Portal Tarauacá



Em entrevista à Rádio Comunitária Nova Era FM de Tarauacá, o pré-candidato ao Senado pelo PMDB Márcio Bitar falou das articulações em torno de seu projeto político e do seu partido, como também anunciou que recebeu a adesão do ex-prefeito de Tarauacá Vando torquato e seu grupo político.
Pré-Candidato ao Senado Márcio Bittar

“Estamos passando nos municípios conversando com as forças políticas e as personalidades, construindo uma candidatura forte para o senado e recebendo apoio de figuras importantes como a de Vando“, comentou.

Ex-Prefeito Vando Torquato

Vando Torquato por sua vez desmentiu uma informação postada numa rede social de que havia declarado apoio para o pré-candidato da Frente Popular Marcos Alexandre.

“Essa decisão de apoiar o Marcio Bittar é um compromisso que tenho com o meu amigo Vagner Salles que na hora que mais precisei ele me estendeu a mão. Quando ao apoio a pré candidato ao governo ainda não decidi, pois essa discussão não depende só de mim e sim das pessoas que me acompanham ha muito tempo”, disse.

Jordão: município ganha o primeiro laboratório de análises clínicas

O progresso começa dar o ar da graça na pequena Jordão, a começar pelo processo de urbanização que inclui pavimentação de ruas , saneamento básico e água potável 24 horas nas torneiras.

Além dos investimentos do governo do Estado, um grupo de biomédicos resolveram apostar na cidade. 

Dra. Esther, Anderson Paiva , Phenix Paiva e Rosângela Mourão, os três últimos todos formados recentemente, inauguraram em Jordão o primeiro laboratório de análises clínicas do município. Biovale é o nome do empreendimento dos jovens que após formados e juntos com a experiente Dra. Esther optaram pelo negócio próprio.


No Biovale, o jordanense poderá realizar exames hormonais, exames de rotina (hemograma, triglicerídeos, colesterol total e etc...), PCCU, PSA, Beta HCG, entre muitos outros.



O Biovale contribuirá significativamente para o progresso da saúde na cidade, evitará que as pessoas saíam do município para ir a outros lugares do Estado realizar exames que podemos considerar como simples, contudo, a maioria dos 22 municípios do Acre não dispõe, nem na rede pública muitos menos na particular.

O evento de inauguração foi prestigiado pela sociedade jordanense. Também esteve presente o médico e deputado estadual Jenilson Leite ( PCdoB).


Por Leandro Matthaus

Fotos: Phenix Paiva.