sábado, 30 de abril de 2016

Jenilson Leite participa da festa de aniversário dos 24 anos de emancipação política de Jordão



O deputado estadual Jenilson Leite (PCdoB) participou na quinta-feira (28) da festa de aniversário dos 24 anos de emancipação política de Jordão. Durante três dias o parlamentar esteve na cidade para ouvir os reclames da sociedade jordanenses e, posteriormente, buscar a solução junto aos órgãos competentes. 


O deputado havia participado no dia 24 de abril, dos 103 anos de emancipação política de Tarauacá, sua terra natal. No município de Jordão, Leite acompanhou a entrega de duas retas mini escavadeiras adquiridas através de emenda parlamentar do senador Sérgio Petecão. Do momento cívico que foi celebrado com o desfile das escolas públicas do município e um bolo de vinte de quatro metros foi distribuído para os presentes. 


Jordão ganhou o status de Município no dia 28 de abril de 1992 quando por força da Lei 1.034 teve seu território de 6.695,5 km² desmembrado do Município de Tarauacá. Vive em Jordão 7 330 mil habitantes dos quais 80% ainda vivem na Zona Rural e 20% na urbana e; 40% da população jordanense é formada por indígena da etnia Kaxinawá.



Por Leandro Matthaus: Foto Kézio Araújo

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Ufac sediará 2ª Conferência Mundial da Ayahuasca



Está aberto, até o dia 15 de maio, o prazo para envio de propostas de trabalhos para a 2ª Conferência Mundial da Ayahuasca. Organizada pelo Centro Internacional para Educação, Pesquisa e Serviço em Etnobotânica (Iceers, na sigla em inglês), com coparticipação da Universidade Federal do Acre (Ufac), o evento trará a Rio Branco, de 17 a 22 de outubro, pelo menos 37 especialistas de diferentes áreas e países. O protocolo de intenções firmado ente Ufac e Iceers, garantindo a realização do evento no campus de Rio Branco, foi assinado em reunião no último dia 26.

Para submeter propostas, os interessados devem acessar a página do evento na internet, clicar na barra “Call for Abstracts” e preencher os campos apresentados. Os trabalhos poderão integrar duas categorias. “Acadêmica”, onde participam pessoas ou grupos de pesquisa vinculados ao segmento acadêmico-científico e “Comunidade”, para todos os demais interessados. Os trabalhos, selecionados pelo comitê científico, formado por quatro especialistas, poderão ser apresentados em português, espanhol ou inglês.

A primeira edição da Conferência Mundial da Ayahuasca foi realizada há dois anos, em Ibiza (Espanha). Na ocasião, quase cem propostas de trabalhos foram recebidas pela organização, que selecionou 60 pesquisas para apresentação. Mais de cem participantes são aguardados pela organização para compartilhar conhecimentos, lições e aprendizagens. Também serão exibidos materiais audiovisuais, mostra de arte e cultura indígena e diferentes vivências e formatos de interação.




Por Ascom UFAC

CBF divulga pré-convocação para Copa América com Ganso e sem Neymar

O técnico Dunga optou também por nomes que atualmente integram a seleção olímpica, como Gabriel Jesus, do Palmeiras, e Gabigol, do Santos
 Por Veja 

Paulo Henrique Ganso na seleção brasileira(Jeff Zelevansky/Getty/VEJA)

A CBF divulgou nesta sexta-feira a pré-lista para a Copa América Centenário, que será disputada de 3 a 26 de junho nos Estados Unidos. A grande novidade é o meia Paulo Henrique Ganso, que vem tendo ótimo desempenho no São Paulo - após a goleada contra o Toluca, nesta quinta-feira, pela Libertadores, os torcedores e até o técnico Edgardo Bauza falaram sobre uma possível convocação do jogador na lista definitiva, de 23 jogadores, que será divulgada na próxima quinta-feira (5 de maio).

Entre as outras surpresas estão Fagner, do Corinthians, Rodrigo Caio, do São Paulo, Gabriel Jesus, do Palmeiras, Gabigol, do Santos, Ederson, do Benfica, e Walace, do Grêmio - todos eles, com exceção do lateral corintiano, são do elenco da seleção olímpica e, caso sejam efetivamente chamados, integrarão pela primeira vez a seleção principal. Vetado pelo Barcelona e liberado apenas para a Olimpíada, Neymar, como já era esperado, não aparece entre os relacionados. David Luiz, do Paris Saint-Germain, criticado em suas últimas aparições nas Eliminatórias, não figura na lista, assim como o seu companheiro de clube Thiago Silva. Dunga também deixou de fora o lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid. Recentemente, o jogador foi acusado pela comissão técnica de ter demonstrado "pouca vontade" de servir à seleção.

Confira a lista completa:

Goleiros: Alisson (Inter), Diego Alves (Valência-ESP), Marcelo Grohe (Grêmio) e Ederson (Benfica)

Laterais: Daniel Alves (Barcelona), Fagner (Corinthians), Fabinho (Mônaco-FRA), Filipe Luis (Atlético de Madri-ESP), Alex Sandro (Juventus-ITA) e Douglas Santos (Atlético-MG)

Zagueiros: Miranda (Inter de Milão-ITA), Gil (Shandong Luneng-CHI), Marquinhos(PSG-FRA), Jemerson (Mônaco-FRA) e Gabriel Paulista (Arsenal-ING)

Meio-campistas: Rodrigo Caio (São Paulo), Luiz Gustavo (Wolfsburg-ALE), Casemiro (Real Madrid-ESP), Walace (Grêmio), Rafinha (Barcelona), Elias (Corinthians), Fernandinho (Machester City-ING), Ganso (São Paulo), Renato Augusto (Beijing Guoan), Kaká (Orlando City-EUA), Philippe Coutinho (Liverpool-ING), Oscar (Chelsea-ING), Lucas Lima (Santos), Willian (Chelsea-ING) e Felipe Anderson (Lazio-ITA)

Atacantes: Lucas (PSG-FRA), Douglas Costa (Bayern-ALE), Luan (Grêmio), Hulk (Zenit-RUS), Firmino (Liverpool-ING), Jonas (Benfica-POR), Alex Teixeira (Jiangsu Suning-CHI), Gabigol (Santos), Gabriel Jesus (Palmeiras) e Ricardo Oliveira (Santos)

Tarauacá: Vice-prefeito alfineta chapa derrotada na eleição do Sinteac


Após o resultado das urnas da eleição para presidência do sindicato da Educação de Tarauacá confirmar o professor Lauro Benigno eleito com mais de 70% dos votos da classe , o vice-prefeito do município Chagas Batista (PCdoB), alfinetou a chapa derrotada por meio de uma postagem na pagina da rede social Facebook. 

"O professor Lauro Benigno é eleito presidente do núcleo do Sinteac de Tarauacá.

Venceu o sindicalismo independente, classista e de luta.

Perdeu os que fazem política rasteira e sem compromisso com a classe trabalhadora". Escreveu o vice-prefeito. 


A eleição foi realizada na sexta-feira, 29. 

Por Leandro Matthaus

PTN fora da administração do PT em Tarauacá alguém acredita ?

O PTN de Tarauacá lançou uma nota no site da ContilNet dizendo que deixou a base do prefeito Rodrigo (PT), de Tarauacá. Primeiro vamos saber que base, porque só é base quem tem parlamentar na Câmara. E o PTN não tem. Sem parlamentar eu considero figurante. 

Segundo a nota, o partido é o segundo maior da base de apoio. Não é. 

A verdade é que essa nota do PTN é tipica dos partidos que querem algo e até então nada conseguiram e enxergam na imprensa o meio de conquistar o seu objetivo. 

A saída do PTN traz mais prejuízo ao partido do quê mesmo ao prefeito. 

O PTN de Tarauacá é comandado pelo Arefe Eleamen, ex-secretário municipal de finanças do Rodrigo. Arefe é pré-candidato a vereador, diga-se de passagem um nome forte a uma das onze vagas, contudo, se sair sem o apoio da maquina municipal a história poderá vir ser outra. O partido diz que tem nomes para lançar chapa própria, mas não teria votos suficiente para eleger um. 

Concordo em números, gêneros e graus em uma única coisa com a nota: Rodrigo não valoriza aliados. Isso não é novidade! E esperem ele se reeleger para verem como será o tratamento. 


Por Leandro Matthaus 

O neto de Jango que hoje é doutor na Rocinha pelo programa ‘Mais Médicos’

João Marcelo Goulart estudou em Cuba para se dedicar à medicina da família no Brasil

EL País 
Rio de Janeiro 

Ampliar fotoO médico Joao Marcelo Viera Goulart. Victor Moriyama

"Você já conhece o João, o nosso João, que tá aqui pelo programa Mais Médicos?", indaga a enfermeira Maria Helena Carneiro de Carvalho.

O doutor João Marcelo Viera Goulart, de 26 anos, atende seus pacientes em uma pequena sala do primeiro andar do recém reformado edifício do Centro Municipal de Saúde Dr. Albert Sabin, do qual a enfermeira Maria Helena é diretora. Trabalha de oito da manhã às cinco da tarde neste centro, que é voltado para a atenção primária, ao lado de outros médicos, enfermeiros e agentes comunitários —muitos já velhos de guerra— para garantir a saúde básica dos milhares de moradores da favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio de Janeiro.


João é apenas mais um médico que, como todos os demais, preza pela saúde de seus pacientes. Mas um detalhe de sua vida chama atenção: ele é um dos oito netos do ex-presidente João Goulart (Jango), deposto pelo golpe militar de 1964. "Minha família tem uma história política. Nasci e fui criado neste meio", resume, de forma discreta, sobre suas origens. Seu pai, João Vicente Goulart, é presidente do instituto que leva o nome do ex-mandatário e trabalha para levantar um memorial em homenagem a ele.

Como João, neto de um ex-presidente, foi parar em uma favela carioca através de um programa do Governo Federal, fazendo um trabalho tão silencioso quanto nobre para a população da comunidade? A trajetória deste gaúcho —"mas nasci no Maranhão por acidente!"— vem sendo uma aventura. Ao assumir "certa maturidade, certa visão de mundo", e se dar conta das insistentes injustiças sociais do Brasil, viu que a sua luta não era através da política partidária, mas sim da medicina. Ao terminar o ensino médio no Rio de Janeiro, decidiu de cara ir estudar aonde, para ele, está a melhor medicina do mundo: Cuba.

A razão é simples: o país —questões políticas à parte, cabe ressaltar— está entre os que possuem os melhores indicadores de saúde do mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde(OMS), por desenvolver há décadas uma medicina voltada para a prevenção de doenças e promoção da saúde, também conhecida como medicina de família. Lá, doenças como atuberculose foram praticamente erradicadas, enquanto que o índice de mortalidade infantil é baixíssimo.

João queria beber desta fonte. E chega a ser curioso: seu avô foi deposto, entre outras razões, por ser considerado um comunista, ao tentar implementar várias políticas sociais no país. Mas foi o seu neto que efetivamente se aproximou de Cuba para buscar no país um exemplo de sistema público de saúde e de medicina a serem aplicados no país. Ao terminar o ensino médio, ele se inscreveu no projeto ELAM (Escuela Latinoamericana de Medicina), promovido pelo Governo cubano para formar mais de 20.000 médicos latino-americanos sem nenhum custo na Ilha.

"Eles davam tudo: livros, alimentação, moradia, desodorante, papel higiênico, sabonete. Tudo mesmo", conta. "Já no primeiro ano temos aulas práticas nos consultórios de medicina da família e policlínicas. No terceiro, aula teórica e prática dentro de hospital para ver de perto complicações cardiovasculares, AVC, trabalho em UTI".

Após seis anos e meio morando na Ilha, onde conheceu sua esposa, a equatoriana e também estudante de medicina Sandra, João decidiu regressar para o Brasil para aplicar seus conhecimentos no Sistema Único de Saúde (SUS). Sua volta, em julho de 2013, coincidiu com o lançamento do programaMais Médicos, que tem o objetivo de levar doutores, muitos deles formados no exterior, brasileiros ou estrangeiros, a lugares do país com carência de profissionais. "Foi tudo muito rápido: me formei, fiz a inscrição no programa, vim pra cá, revalidei meu diploma, e me inseri no programa". Após uma temporada no município de Duque de Caxias, onde trabalhava com sua esposa e outros colegas latino-americanos, finalmente foi transferido para a Rocinha.
A importância da Atenção Primária

O neto de Jango tem uma ambição pessoal: participar da implementação do programaSaúde da Família no país, uma estratégia do Ministério da Saúde que, desde os anos 1990, tem o objetivo de expandir a rede de atenção primária em todo o território nacional através, sobretudo, de incentivos aos Estados e Municípios.

Na Rocinha, o doutor João aplica o que, para ele, é a essência da medicina: o exame físico, a conversa com o paciente e o acompanhamento constante para prevenir, diagnosticar e tratar doenças, principalmente as crônicas como diabetes, hipertensão, entre outras. "85% dos problemas se resolvem com a atenção primária, segundo vários estudos", argumenta. "Há pessoas desse país que, com 80 anos, nunca viram um médico. E claro que nesses lugares não tem infraestrutura! Mas se você coloca um profissional no lugar e desenvolve a medicina da família, boa parte dos problemas dessa comunidade serão resolvidos. E aí vai começar a surgir demanda de aparelho raio-X e outros equipamentos".

João também quer lutar contra uma medicina que, para ele, é demasiada voltada para o mercado. Em sua opinião, o principal obstáculo a ser vencido é o da formação médica, que deveria ser mais "humanitária". "Quando o aluno vai para a prática, vai direto para o hospital ver o AVC, o infarto, a insuficiência renal... Mas não vai aprender o que deveria ter sido feito para que o paciente não estivesse ali. Que é a prevenção de doença, a promoção da saúde e o acompanhamento contínuo do doente crônico", detalha. "O problema é que aqui o estudante se forma já pensando na especialidade que vai fazer para logo abrir o seu consultório particular. Esta é a realidade".

Esta formação se traduz em uma cultura médica "mercantilista", na qual o médico, muitas vezes sem examinar o paciente, pede "mil exames" e ressonâncias por uma dor no joelho; ou na qual uma pessoa vai direto para um hospital por qualquer mal-estar, explica. Trata-se, em sua visão, de um paradigma que deve ser superado, o que inclusive tornaria o SUS mais barato e eficiente. "Ao investir em medicina preventiva, você economiza em remédio, em exames, em internação... Tudo isso é muito caro".

João é otimista. Acredita que o SUS vem melhorando desde que foi criado, em 1988, ainda que falte incentivo ao sistema publico, infraestrutura de qualidade e estímulo à carreira no setor público. Sobre seu futuro, conta que está fazendo especialização em atenção primária e saúde da família na UERJ, e que seu contrato com o Mais Médicostermina no ano que vem. Diz que seria "excelente" continuar trabalhando na Rocinha, mas sua prioridade é fazer um mestrado em gestão da saúde pública.

Maria Helena, diretora do centro no qual trabalha, confia em que continuará contando com os serviços do doutor João. Com um tapa em suas costas e um abraço, diz: "Ah, mas você vai continuar com a gente né?... Nosso João!"

TARAUACÁ: LAURO BENIGNO É ELEITO NOVO PRESIDENTE DO SINTEAC

CHAPA SINTEAC FORTE E INDEPENDENTE - LAURO PRESIDENTE

O Professor Lauro Benigno é o novo presidente do Sindicato dos Trabalhadores Em Educação - Sinteac, no município de Tarauacá. Lauro foi eleito nesta sexta feira, 29 de abril de 2016, com 73,4 % dos votos. O adversário Professor Gleison Daniel obteve 24,9 % da preferência dos associados da entidade. Eurico Paz, Vice-Presidente; Maria Bento – Secretária; Aderlândio França – Secretário; Raimundo Brasil – Tesoureiro e Maria do Carmo Lima – Tesoureira, sindicalistas experimentados e comprometidos com a luta de todos da educação, eram os componentes da chapa 1, encabeçada por Lauro.

Lauro Benigno de Souza, 37 anos, evangélico, membro da Assembleia de Deus, casado com Dalva Azevedo, pai de dois filhos, Lauro Filho e Anna Lis, licenciado em Matemática pela UFAC e Especialista em Gestão e Planejamento da Educação Básica pelo IVE. Servidor concursado da Rede Pública de Ensino Estadual e Municipal, filiado e militante do Sinteac. 

Em 1999, foi aprovado no concurso público, realizado pela Prefeitura de Tarauacá, iniciando como supervisor de Ensino Rural. Atuou ainda como professor nas escolas Rosaura Mourão, Plácido de Castro, Instituto São José, Djalma Batista e José Augusto de Araújo, sendo que nesta última, foi eleito gestor em 2008 e reeleito 2011, ficando até janeiro de 2016. Durante oito anos como Gestor Escolar, foi eleito líder do Colegiado de Gestores Municipais. Atualmente era Vice-Presidente do Sinteac, no núcleo de Tarauacá.


A eleição foi tranquila, Presidida pelo Professor Ademir Gomes Carneiro (Dedé), distribuída em 17 urnas, divididas nas escolas e uma urna central na sede do sindicato. 


RESULTADO FINAL:


VOTARAM : 426 ELEITORES


CHAPA 1 - LAURO BENIGNO - 339 VOTOS (73,4%)
CHAPA 2 - GLEISON DANIEL - 115 VOTOS (24,9%)
BRANCOS E NULOS - 8 VOTOS - (1,7%)


por Accioly Gomes, Blog do Acciolytk

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Jordão/24anos: O mais bonito de Jordão é o seu povo



O município de Jordão, distante da capital Rio Branco há 600km, comemora neste 28 de abril de 2016, vinte quatro anos de emancipação política. 

A cidade é uma das mais isolado geograficamente do Estado. Só é possível chegar a esta terra querida através de via aérea ou por barco- a viagem pode durar até três dias  partido da vizinha Tarauacá. 

O município é banhado por dois rios : Tarauacá e Jordão. Seu nome é originário do nome do rio Jordão. 


Ao longo de 24 anos o município foi governado por quatro prefeitos: Hilário Melo ( primeiro), Esperidião Júnior, Turiano Farias e Élson Farias ( atual). 

Segundo o IBGE Jordão tem 7330 mil habitantes. 


Em Jordão o mais bonito é o seu povo. Cidade de gente sábia e humilde. 

Parabéns minha cidade. 



Leandro Matthaus
Foto: Jardy Lopes







Ex-prefeito Wando Torquato não está filiado ao PR

O ex-prefeito de Tarauacá , Wando Torquato, que recentemente foi anunciado pelo Partido da República ( PR) como pré-candidato do partido a Prefeitura do município não consta na lista de filiados. 

No site do TSE através do Filie Web é possível verificar a lista com o nome de todos os filiados da sigla por município. 

Segundo o site , a ultima vez que Wando Torquato se filiou a um partido foi no ano de 2007 ao Partido Progressista. 

O Partido da República entregou ao TRE o cadastro atualizado de seus filiados em Tarauacá, mas Torquato está fora da lista. 

Wando também não consta como filiado do PP.

Por Leandro Matthaus

Blog Tarauacá Agora 

terça-feira, 26 de abril de 2016

O papel do vice-presidente na história política do Brasil


Haroldo Ceravolo Sereza*, Opera Mundi
Até 1960, votávamos separadamente, para presidente e para vice. Jango foi eleito vice de Jânio, apesar de ser de outro partido. Mas aí Jânio renunciou em 1961 (não por pressão de Jango, mas de Carlos Lacerda, que o ajudara a se eleger) e não deixaram Jango assumir. Jangoganhou o plebiscito do presidencialismo e foi derrubado por quem não aceitou o resultado das urnas.

Durante a ditadura, havia vices decorativos de verdade.Pedro Aleixo era vice de Costa e Silva, que morreu. Não deixaram que o civil assumisse. Aureliano Chaves, vice deJoão Batista Figueiredo, sonhava em ser sucessor do general, mas não conseguiu nem disputar a convenção do partido, PDS, pois o preferido das casernas era o ministro dos Transportes, o coronelMário Andreazza.

Tancredo Neves, então do PMDB, montou uma chapa para ganhar com um vice que saiu do PDS,Sarney. Na posse, a interpretação da Constituição que prevaleceu foi a do magistradíssimo ministro do Exército, Leônidas Pires Gonçalves, que dirigira o DOI-Codi (sangue, trevas, tortura) do Rio de Janeiro.

Para o general, “a constituição era clara: Sarney deveria assumir“. Não, a Constituição dizia queUlysses, presidente da Câmara, devia assumir, achavam alguns juristas, ou pelo menos não era clara, alegavam outros. Mas a interpretação do Exército prevaleceu… “Curiosamente“, era a mesma Constituição que não prevaleceu com o vice Pedro Aleixo.

Itamar foi eleito vice de Collor num sentido inverso. Collor era o candidato da ditadura, que para se eleger precisou do aval da democracia. A queda de Collor é o marco, na minha opinião, mais correto para o fim da ditadura, que foi civil nos governos Sarney e Collor.

Collor não conseguiu governar porque era um presidente da ditadura que vivia sob uma Constituição (1988) democrática. O sequestro da poupança via Medida Provisória reproduz o modo de impor leis dos Atos Institucionais (todo mundo lembra do AI-5, mas foram 17 na ditadura toda, fora a Constituição imposta em 1967). Aliás, a MP, “sugestão” de Sarney para a Constituição de 1988, dava muito mais poderes ao presidente que os decretos-lei que substituía. Seu poder acabou sendo pouco a pouco limitado na democracia, e Dilma é a que enfrenta mais restrições para usá-la.

Para além da questão técnico-jurídica das pedaladas, a derrubada de Dilma é um golpe porque significa a imposição de um vice, sabidamente golpista (já dizia isso em 2010, no primeiro turno), pela via indireta, apesar de Dilma representar claramente uma escolha popular, pelo voto. Ela venceu as eleições e vem governando dentro das regras institucionais previstas na Constituição, sobretudo nas questões políticas.

Ninguém que votou em Dilma é responsável pela adesão explícita de Michel Temer ao golpe. Não votei nele porque quis, mas porque fui obrigado a isso. Ele, por sua vez, tem obrigações que não está cumprindo, ou seja, de respeitar a Constituição (explícita) e de lealdade (implícita) à Presidente.

Não adianta culpar o eleitor de Collor pelo sequestro da poupança. O eleitor de Collor mudou de posição e o país avançou em direção à democracia.

Os deputados federais, hoje, e o eleitor de Aécio podem fazer o mesmo agora e não apoiar a traição de Temer à soberania popular. Assim, ganha a democracia.

Leo de Brito libera mais de meio milhão de reais para investimentos em Tarauacá

Direto do Planalto 
Escrito Por Paula Amanda, Da Assessoria



Já está disponível, para prefeitura de Tarauacá, o recurso no valor de R$ 550 mil para aquisição de máquinas e equipamentos, que deverão ser utilizados na melhoria da infraestrutura do município. Trata-se da liberação de uma emenda parlamentar do deputado federal Leo de Brito (PT), que percebendo a necessidade de garantir a recuperação de vias, ramais, terraplanagem e construção de açudes apresentou o projeto, no âmbito do Programa de Implementação de Infraestrutura Básica nos Municípios da Região do Calha Norte, do Ministério da Defesa.

“A intenção é, além de melhorar as vias de acesso e os serviços básicos, garantir um serviço de manutenção e fiscalização adequado para o bom andamento das obras. A aquisição desse maquinário viabiliza essas ações de forma eficiente e segura, e quem ganha diretamente é a população”, explicou o parlamentar.

Para o prefeito de Tarauacá, Rodrigo Damasceno a liberação do recurso representa o avanço em outras áreas além da infraestrutura. “Com a compra desse equipamento além de garantir a manutenção das obras, nós poderemos ter mais eficácia em um compromisso que assumimos que é de construir alguns açudes para população ribeirinha, durante o período do inverno”, disse.

O gestor ressaltou também que a compra do equipamento gera economia à prefeitura. “Mensalmente, nós gastamos em média R$ 30 mil no aluguel desses equipamentos. Com a liberação da emenda do deputado Leo de Brito, estaremos economizando e podendo direcionar o dinheiro que seria gasto com essas ações para outros fins”, frisou.

Programa Calha Norte

Criado em 1995 pelo Governo Federal, o Programa de Implementação de Infraestrutura Básica nos Municípios da Região do Calha Norte é um dos projetos sociais realizados pelo Ministério da Defesa. O principal objetivo é promover o desenvolvimento ordenado e sustentável da Amazônia, atendendo às carências vividas pelas comunidades locais.

IDM abre processo seletivo com 65 vagas para mediadores

P
or Da redação ac24horas

O Instituto Dom Moacyr (IDM) tornou publica a realização de processo seletivo. São ofertadas 65 vagas para Mediadores de Aprendizagem Horista nos cursos técnicos e de formação inicial e continuada do Programa de Formação de Profissionais de Nível Médio para a Saúde – PROFAPS e do Plano de Educação Permanente em Saúde do Acre para o Nível Médio – PEP/ACRE.

A retribuição do recrutado será mensal, mediante apresentação de documentação comprobatória da prestação de serviço e nota fiscal avulsa/Prefeitura, no valor de R$ 25,00 por hora aula.

As inscrições serão recebidas até sexta-feira (27), no horário das 8h30min às 11h30min e das 14h30min às 17h30min, nos seguintes locais:

Brasiléia – Núcleo da Secretaria de Estado de Educação – Av. Benjamin Constant, nº 64 – Centro;

Capixaba – Núcleo da Secretaria de Estado de Educação – Rua João Tessinari, s/n – Centro;

Cruzeiro do Sul – Centro de Educação Profissional CEFLORA – Rua Paraná, nº 865, Bairro 25 de agosto;

Manoel Urbano – Núcleo da Secretaria de Estado de Educação – Rua Francisco Freitas, s/n, Bairro São José;





Rio Branco – Unidade Central – Rua: Riachuelo, nº 138, bairro José Augusto. CEP: 69.909-020 (ao lado da Esc. Humberto Soares);

Rodrigues Alves – Núcleo da Secretaria de Estado de Educação – Rua Tarauacá, nº 257 – Centro;

Sena Madureira – Núcleo da Secretaria de Estado de Educação – Avenida Avelino Chaves, nº 690 – Centro;

Xapuri – Núcleo de Educação Profissional – Rua Luiz Ramos de Albuquerque, n° 331. Pólo Industrial – bairro Constantino Melo.

Os inscritos serão avaliados por meio de análise documental (caráter eliminatório e classificatório), a ser realizada provavelmente nos dias 28 e 29 de maio de 2016.

O resultado final do processo seletivo será publicado nos sites www.diario.ac.gov.br e www.idep.ac.gov.br, a partir do dia 9 de maio de 2016.

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Eleitores lotam a Câmara Municipal no lançamento da pré-candidatura de Deda à prefeitura de Mâncio Lima



Assem Neto, Vejatudo.com.br 



Na noite do último sábado (23), uma grande reunião marcou o lançamento da pré-candidatura de Deda Amorim (PROS) à prefeitura de Mâncio Lima. O evento, que contou com diversas lideranças políticas lotou a parte interna da Câmara de Vereadores.

Quem não gostou nada dessa reunião foram os pré-candidatos Isaac Lima (PT) e Isete Pinheiro (PMDB). Os dois pré-candidatos sabem como ninguém o poder da força política de Deda, tanto na Zona Urbana quanto na Zona Rural do município. Foi justamente o Deda quem deu a vitória para o atual Prefeito Cleidson Rocha (PMDB) na eleição passada.

Deda tem uma vasta experiência política que assusta qualquer adversário. Só em Rodrigues Alves já cumpriu três mandatos como prefeito daquela cidade, e há vários anos mantém sua esposa Maria Antônia como deputada na Assembleia Legislativa. E agora seu sonho é ser prefeito de Mâncio Lima, cidade onde tem milhares de eleitores e pessoas que sempre foram auxiliadas por ele e por sua esposa na capital Rio Branco, principalmente na casa de apoio, onde presta um importante serviço de hospedagem, alimentação e locomoção no tratamento de saúde a pessoas necessitadas da região do Juruá.

Em Mâncio Lima, Deda tem recebido muito apoio de líderes partidários, líderes religiosos e pessoas comuns. Dentre as diversas líderanças que decidiram apoiar Deda, está o vereador Rogério Morais, que também se filiou ao PROS e a ex vereadora Regina Melo. Quem também esteve presente na última reunião foi Wilsilene Siqueira, pré-candidata do PP à prefeitura do município. Wilsilene não deixou claro se apoiará Deda ou se continuará com seu projeto rumo à prefeitura, no entanto, reconheceu que o candidato do PROS é uma pessoa que merece reconhecimento e respeito por parte de todos os manciolimenses pelo o que tem feito às pessoas desta cidade.

Na reunião, Deda Amorim disse que atualmente nenhum processo o impede de ser candidato, e caso vença a eleição, nada o impedirá de assumir a prefeitura. Deda fez duras críticas ao atual gestor, e disse que o Cleidson tem medo das pessoas. “Se eu for eleito a primeira coisa que irei fazer será fechar um túnel que fica nos fundos do prédio da prefeitura, pois o Cleidson sempre usou uma porta secreta para evitar contato com as pessoas, pois para ser prefeito é preciso gostar das pessoas e entrar pela parte da frente”, disse Amorim.

O evento também apresentou diversos nomes que serão candidatos ao cargo de vereador pelo PROS. Enquanto o evento ocorria na Câmara de Vereadores, várias pessoas comemoravam nas redes sociais o lançamento da pré-candidatura de Deda.