domingo, 5 de julho de 2015

Urubus e Beija-flores.

Por José Maria Souza Costa 


De olhar logro, e risos dissimulados
Veste-se a hipocrisia, com um nome
Desfila-se aroma meigos importados
E faz da desfaçatez petiscos da fome.


Brada cânticos, como se amasse a fidelidade

Corteja a luz, como se tivesse inventado as cores

A falsidade é um lenho que perde-se na claridade

Da luz, e não contempla flores como os beija flores.


O Arlequim, é o bandalho de suas colunas

Faz do cinismo, rosas de suas artimanhas

E da inóspita, troféus erguidos em tribunas.


Faz do fingimento orquestras de galanteios

E ri do riso, espalhado no riso da dor alheia

Por que rir, é exibir desplantes, em esteios.

http://www.josemariacosta.com/

Porto Acre: Delegado diz que crime não foi encomendado; suposto cliente de Asfury nega pagamento

O ex-prefeito de Porto Acre foi decaptado quando voltava para casa, em via pública, após se despedir de amigos, com os quais jogava dominó.

O ex-prefeito Joaõ Asfury, o primeiro do município de Porto Acre, assassinado por decaptação na madrugada deste domingo (5), não foi vítima de crime encomendado. A revelação foi feito pelo delegado que preside as investigações, Carlos Bayma. A cabeça do ex-prefeito foi encontrada 30 metros distantes do corpo. "Eles (os criminosos) a jogaram debaixo de um barranco", disse o delegado.

Asfury era um homem alegre e segundo a polícia, não tinha inimigos/Foto: Cedida

Dez pessoas da comunidade foram ouvidas, segundo o delegado. "Não temos pistas ainda sobre o autor, ou autores desta barbárie. Mas a cidade inteira está revoltada", informou Carlos Bayma.

Em depoimento, um parente do ex-prefeito disse que ele havia recebido uma quantia em dinheiro, resultado de um serviço que ele havia feito. João Asfury era tapeceiro e morava sozinho. "A pessoa indicada pela família como sendo o pagador desse trabalho também foi identificada e ouvida. Ela nega ter realizado o pagamento", afirma o delegado.

O ex-prefeito de Porto Acre foi decapitado quando voltava para casa, em via pública, após se despedir de amigos, com os quais jogava dominó. A vítima estava sozinha. A cabeça do ex-prefeito foi arrancada do corpo com o uso de uma arma branca. No Instituto Médico Legal, o legista não identificou perfurações a bala. "Oficialmente, ele não tinha rixa com ninguém. Todos que jogavam dominó com ele disseram que seu comportamento era normal, de alegria", informou o delegado.

Assem Neto, Cntilnet

Mano Rufino tem mais de 70% de rejeição na última pesquisa


Perguntei ontem a uma importante liderança do PT, se o apoio ao prefeito de Sena Madureira, Mano Rufino (foto), estava garantido na eleição do próximo ano e ouvi uma explicação religiosa: “com mais de 70% de rejeição na última pesquisa, ele está no purgatório, as pesquisas do próximo ano é que dirão”. Há certa indisposição no PT, em lhe dar um cheque em branco um ano antes da eleição, pelo fato do Tião Viana ter perdido nos dois turnos no município. A filiação do Mano no PSB, acontecida ontem, não muda nada, porque o partido só existe no nome no município. Mano Rufino jacta-se de ter 7 milhões de reais em caixa para mudar sua péssima aceitação popular. Pelo tamanho dos problemas, nas áreas rural e urbana de Sena Madureira, o valor pode não ser suficiente para resolver a sua situação política. Pesa contra ele ainda não ter o apoio de duas importantes lideranças da FPA da região, o deputado Nelson Sales (PV) e o ex-prefeito Nilson Areal. Por tudo isso, será preciso muita reza para o prefeito Mano Rufino sair do purgatório.

Por Luiz Carlos Moreira Jorge
Blog do Crica 

Tarauacá: PCdoB amplia bancada. " Cacique Narço será o novo integrante da bancada comunista no legislativo tarauacaense".


Existe um ditado que diz : o bom filho sempre voltar a casa do pai. Na política também é assim. O vereador Cacique Narço, que já foi filiado ao PCdoB, antes de ter sido eleito em 2012 pelo PSD, está de volta ao Partido, agora com mandato. 


Na sexta-feira, 03/07, ficou decidido na reunião dos líderes indígenas (cacique) que, o Cacique Narço será candidato a reeleição. Os líderes decidiram também que o parlamentar disputará a reeleição pelo PCdoB. 


Narço foi eleito vereador pelo PSD  em 2012 com 537 votos. O parlamentar é professor da rede municipal de ensino, sendo formado em história pela UFAC. Atualmente o vereador é filiado ao Pros.


Com a filiação de Narço a bancada comunista fica com quatro vereadores, já que o partido elegeu três.  


Por Leandro Matthaus 


TARAUACÁ: APÓS 6 ANOS FECHADO, ESTÁDIO NABORZÃO, FINALMENTE É REABERTO.

Público na reabertura do Estádio Naborzão (foto: Jardy Lopes)

Na tarde deste sábado, 4 de julho e na presença de milhares de torcedores, autoridades do município e da esfera estadual, imprensa e atletas, a cidade de Tarauacá viu o renascimento de sua principal praça esportiva, o Estádio Naborzão, reaberto ao público após cinco anos fechado para uma interminável e polêmica reforma.


Homenagem ao jogador Sairo Silva (foto: Jardy Lopes)

A reabertura do estádio só foi possível nesta data graças ao empenho e intervenção firmes da administração municipal, que buscou apoio no Governo Estadual, Assembléia Legislativa, Câmara Municipal e desportistas locais, chamou pra si a responsabilidade, enquanto todos tentavam tirar um "capital" político do problema.


Bola rolou depois de 6 anos no Naborzão (foto: Jardy Lopes)

Três partidas comemorativas marcaram a reabertura do estádio. No primeiro, empate de 0 x 0, no jogo Jogadores veteranos de Tarauacá enfrentaram os veteranos do time do Rio Branco. Na segunda partida, também 0x0, no jogo entre Assembléia Legislativa contra um combinado da prefeitura e câmara de vereadores. No jogo de fundo, a seleção de Feijó venceu Tarauacá pelo placar de 3x2. Antes das partidas, aconteceram homenagens aos atletas do passado, solenidade de hasteamento das bandeiras, canto dos hinos acreano e tarauacaense pelo coral da assembléia legislativa, queima de fogos e dança.


Prefeito comandou o evento (foto: Jardy Lopes)

O prefeito Rodrigo comandou todas as atividades juntamente com o vice Chagas Batista e o Secretário de Esportes João Maciel.


Abaixo, fotos do evento através da lente do competente fotógrafo Jardy Lopes













sábado, 4 de julho de 2015

Tarauacá: Criado o Conselho Municipal de Segurança Pública de Reunião Permanente durante audiência pública realizada pela ALEAC. “O requerimento é de autoria do deputado Dr. Jenilson Leite”.



Foi realizado na noite de sexta-feira, 03/06, pela Assembleia Legislativa do Acre- ALEAC, através da Comissão de Segurança Pública e Combate a Violência e narcotráfico, em Tarauacá, uma  Audiência Pública tendo  como tema “ A crescente onda de violência em Tarauacá”. O evento ocorreu no plenário da Câmara de vereadores.


A audiência foi requerida pelo presidente da CCJ da ALEAC,  Dr. Jenilson Leite (PCdoB). O deputado vem ganhando notoriedade por ações que caminham de encontro com as reivindicações da sociedade. O grande destaque da audiência foi à criação do Conselho Municipal de Segurança Pública de Reunião Permanente.  O Conselho é composto por integrante do judiciário, câmara, prefeitura, das policias militar e civil, e sociedade civil organizada.


O plenário da Câmara ficou lotado. Tanto as autoridades locais, quanto a sociedade civil organizada compareceram para juntos encontrarem uma solução  para o enfrentamento da violência na cidade.

O evento contou com a presença de cinco deputados estaduais, sendo eles: Dr. Jenilson Leite (PCdoB), autor do requerimento, Josa da Farmácia (PTN), presidente da comissão realizadora da audiência, Lourival Marques (PT), Jesus Sérgio (PDT) e Nelson Sales (PV). O prefeito, Rodrigo Damasceno (PT), o vice-prefeito, Chagas Batista (PCdoB). Os vereadores: Manoel Monteiro, Janaina Furtado, Cacique Narço, Marlindo Pinheiro, Sidenir das Chagas, Mirabor Leite, Valdor do Ó. A policia militar foi representada pelo Ten. Cel. Juvenal, o judiciário pela juíza Dra. Celecina, titular da vara criminal da comarca do município, a policia civil pelo delegado José Obetânio. O delegado por seu trabalho honroso durante o período que tirou férias de um colega aqui em Tarauacá foi feito um  pedido ao governador que lhe deixasse permanecer no comando da Delegacia geral de Tarauacá. Sendo aclamado pelas autoridades na audiência como a bandeira de luta do combate a violência na terra do abacaxi.


Na abertura do evento foi mostrado para o público um slide contando a historia de Tarauacá e, também, falando do crescimento do índice da violência através de manchete dos principais blogs da cidade e sites  de noticias do Acre. Além de depoimento de membros da sociedade tarauacaenses.

O que disseram as autoridades presentes
O autor do requerimento Dr. Jenilson Leite  foi o primeiro a discursar. Após saudar a mesa e agradecer o secretário de segurança pública, Emylson Farias, pelo empenho em trazer o delegado Obetânio novamente para o município, o parlamentar disse que a segurança pública é um dever do Estado oferecer a sociedade, mas sua eficácia depende do empenho de todos, desde as instituições pública a sociedade civil organizada e a comunidade de forma em geral. Leite destacou também que os seis anos que o estádio Naborzão passou fechado contribuiu para a crescente onda de violência na cidade, principalmente, porque os crimes na sua grande maioria são cometidos por jovens. “ Uma das formas de combater a violência é gerando oportunidade  de emprego para juventude”, concluiu o deputado.


“É preciso o envolvimento da sociedade para pôr fim a violência no município”, destaca Jesus Sérgio.
O prefeito do município, Dr. Rodrigo Damasceno, destacou que a crescente de onda de violência é gerada pela desigualdade social. Ainda em seu discurso, falou  da  necessidade  de cada pessoa fazer um gesto como cidadão e entender que o problemas é de todos.

“Não podemos ser feliz, enquanto a violência interferir na sociedade. Educação e Valores Familiares é a melhor forma de enfrentamento da criminalidade”, disse Nelson Salles.
“Não podemos cruzar os braços para a violência, porque é um problema de todos. E a droga é o principal fator do crime seja aqui, ou, em qualquer outro lugar do país”, disse o deputado petista Lourival Marques.


O vice-prefeito Chagas Batista destacou que as pessoas mais afetadas com a criminalidade são as mulheres. Sejam as que ficam viúvas, ou, as que os maridos cometeram crimes, além das mães. Batista disse também que para se combater a violência é preciso que os atores (Estado e sociedades ) estejam unidos.
“Este momento é a hora de darmos as mãos e unir forças para lutar por uma Tarauacá melhor”, disse o vereador Manoel Monteiro (PCdoB).


A juíza da comarca  de Tarauacá da vara criminal Dra. Celecina fez um balanço dos números da justiça acreana, além de fazer algumas  reivindicações.
A magistrada solicitou um centro do CAPS na cidade, mencionou ainda a ausência da policia federal responsável pelo combate ao narcotráfico. Ações que iria contribuir para diminuir o índice da criminalidade. Pôr fim, disse que a falta de um defensor público gera atraso nos julgamentos e impede o direito a ampla defesa dos réus.



Por Leandro Matthaus
Foto: Jardy Lopes

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Jordão: PCdoB realiza plenária. " O empresário Elizeu Maia se filiou ao partido".


O Partido Comunista do Brasil- PCdoB, de Jordão, realizou na noite de quinta-feira, 02/07, a plenária partido de 2015. O evento foi realizado no plenário da Câmara Municipal de Vereadores- Dr. Ulisses Guimarães. O evento de ontem, serviu para que o prefeito Élson Farias (PCdoB) fizesse uma prestação de conta de seu governo aos seus correlegionários. Também foram realizados vinte filiações, dentre elas, a do empresário Elizeu Maia. 


O deputado estadual Dr. Jenilson Leite (PCdoB) que esteve presente no evento, também fez uma breve prestação de conta do seu mandato, destacando as ações voltada para a cidade de Jordão. São elas: Reforma da pista de pouso do aeródromo da cidade, a conquista de uma ETA ( estação de tratamento de água) Móvel para atender a demanda do município, ações de saúde desenvolvidas em parceria com a Prefeitura. 


A filiação do empresário Elizeu Maia no partido já era esperada, mas mantida em sigilo pela cúpula comunista. O empresário apoiou o deputado nas eleições de 2014, fazendo com quê lhe tornasse mais próximo do partido e, do próprio parlamentar.

Também estava presente no evento o vereador Abel Ximenes e secretária de Educação, Meire Sergio ( vereadora licenciada). Ao todo, cerca de cem pessoas se fez presente no evento. 

Por Leandro Matthaus 
fotos cedidas pelo vereador Abel Ximenes

Tarauacá: Hoje no Swing

Promotor de Justiça alcança marca histórica de 500 júris no Acre


O promotor de Justiça do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), titular da 12ª Promotoria Criminal de Rio Branco, Leandro Portela Steffen, atingiu a marca histórica do MP Acreano; eis que é o primeiro promotor a ter feito 500 júris deste a criação do Estado do Acre, em 1963 .

Natural de São Luiz Gonzaga, no Rio Grande do Sul, ele chegou ao Acre em 2001 para prestar concurso público do MP acreano e tomou posse como promotor de Justiça em 2003. Ele trabalhou no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, antes de ingressar no órgão ministerial.

Somados 24 anos de carreira no funcionalismo público, ele diz se sentir satisfeito com as conquistas alcançadas, mas que precisa continuar trabalhando mais, se aperfeiçoando, estudando, para prestar um serviço de excelência à sociedade. “No júri, todo o estudo e qualificação é pouco”, diz Portela.

A marca histórica de 500 júris de Portela foi comemorada pela equipe de trabalho da 1ª Vara do Tribunal do Júri, onde o promotor atua, que lhe entregou um troféu em referência aos 500 júris.

“Alegria é diária ao ver que os familiares das vítimas voltam para suas casas sabendo que a justiça foi feita. 500 Júris são apenas um número que demonstra um tempo razoável de dedicação à causa da defesa da vida”, disse o promotor, ao ressaltar sobre o que representa essa conquista em sua vida.

Sobre o aspecto das dificuldades enfrentadas durante toda essa jornada atuando no Tribunal do Júri, Portela diz que, em determinada época, passou por três desertos de desassossego, mas que neste período sempre teve o apoio do inestimável colega de luta, promotor Rodrigo Curti, junto com o qual divide os trabalhos da Promotoria do Júri há mais de 10 anos.

A atuação do promotor de Justiça no Tribunal do Júri não se resume simplesmente em plenário. Até chegar a isso, muitos trabalhos são feitos. Ele recebe o inquérito, faz a denúncia, participa do sumário e sustenta o que foi provado durante as duas fases do Tribunal do Júri; além disso, o promotor acumula a função de secretário-geral na Corregedoria-Geral do Ministério Público, onde exerce a função de promotor-corregedor.

Para a sessão de julgamento do Tribunal do Júri, o promotor tem de estudar com profundidade o contido nos autos e estar bem preparado para o julgamento; e existem processos que são enormes, volumosos, como o exemplo do famoso caso da Motosserra [esquadrão da morte], que tinha mais de 10.000 páginas de documentos e laudos; e, nesses casos, Portela sentencia: “É necessário um mergulho no solipsismo da alma e disciplina, com um bom plano de ação”. E conclui: “Júri é estratégia e equilíbrio emocional, envolto em argumentação sólida”.

O julgamento no Tribunal do Júri envolve um juiz de Direito, um advogado, um promotor de Justiça, serventuários e 25 jurados sorteados, dos quais, sete, também sorteados, participam de cada julgamento. Tanto o Ministério Público quanto a defesa podem recusar até três jurados, sem justificativa. Depois de composto o Conselho de Sentença, eles não podem se comunicar interna nem externamente.

O promotor de Justiça ressalta ainda estar tranquilo com relação a todos os julgamentos de que participou e afirma que sustentou tanto a absolvições, como desclassificações, além, é claro, de pedidos de muitas condenações, sempre alicerçado na prova dos autos, e buscando a distribuição da justiça. Ressalta também que o Júri é um local de aprendizado contínuo e de embates frutíferos, pois é o único local onde quem julga não são juízes togados, mas as pessoas da comunidade. “É a justiça feita pelo povo e para o povo. Por isso o Tribunal do Júri é tão dinâmico”, diz Portela.

Por fim, sublinha, também, que sempre manteve os embates no campo técnico-jurídico, nunca pessoalizando os enfrentamentos, destacando grandes debates que teve com a advogada Salete Maia e outros tantos grandes tribunos do estado do Acre, e conclui: “Quem ganha sempre com o Tribunal do Júri é a democracia brasileira, pois é o local mais popular do judiciário.”

Em suas palavras, a respeito do bem jurídico tutelado no júri, o promotor diz: “Ou se banalizam as coisas, ou se sacralizam as coisas e, para nós do Júri, a vida é um bem sagrado, por isso todo o esforço é pouco, quando se visa protegê-la.”

Com os 500 júris, o promotor de Justiça Leandro Portela Steffen bate o record do então promotor de Justiça, hoje, procurador de Justiça aposentado, Eliseu Buchmeier (que fez o júri do processo do Chico Mendes), que alcançou no decorrer de toda a sua carreira no Ministério Público o número de 312 júris.

Fies tem novas regras oficializadas pelo MEC no Diário Oficial da União

O Ministério da Educação (MEC) publicou na edição desta sexta-feira (3) do "Diário Oficial da União" uma portaria que oficializa as novas regras para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) no segundo semestre de 2015 anunciadas pelo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro. O documento, no entanto, não aponta a data de abertura de inscrições e quantidade de vagas que serão disponibilizadas para o processo seletivo.

De acordo com a publicação, os cursos com notas 5 e 4 terão mais vagas ofertadas. A portaria indica também que haverá prioridade para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste (excluindo Distrito Federal) e em carreiras como engenharia, áreas da saúde e formação de professores.

A segunda edição do programa já havia sido anunciada em 8 de junho pelo ministro. Agora, o programa de financiamento terá juros de 6,5% e novo teto de renda familar para participar do programa.

Segundo a publicação, os estudantes serão classificados na ordem decrescente de acordo com as notas obtidas no Enem, na opção de vaga para a qual se inscreverem.

Veja abaixo as principais mudanças no Fies:

TAXA DE JUROS
COMO SERÁ: 6,5% ao ano
ANTERIOR: Antes, até outubro de 2006, eram de 9%. Depois, até agosto de 2009, passou a ficar entre 3,5% e 6,5%. Desde março de 2010 os juros são de 3,4% ano ano.

JUSTIFICATIVA: Ministérios dizem que buscam "fortalecer a sustentabilidade do programa, para que, no médio prazo, novos alunos sejam financiados pelos formados". Outra razão é corrigir distorção com o mercado de crédito.

TETO DA RENDA FAMILIAR
COMO SERÁ: Limite é a renda per capita de 2,5 salários mínimos.
ANTERIOR: Renda familiar bruta de 20 salários mínimos.

JUSTIFICATIVA: "O Fies é para os estudantes que são mais pobres e precisam de financiamento. Não é mais (a família com renda de) até R$ 15 mil que tem direito ao Fies, são valores mais baixos, mas que ainda atingem muitas pessoas", afirmou o ministro da Educação. O governo diz que 90% das famílias brasileiras estão no novo limite de renda.

PRIORIDADES PARA CURSOS DE TRÊS ÁREAS
ANTERIOR: Não havia definição de critério.

JUSTIFICATIVA: Cursos são considerados estratégicos para o desenvolvimento do país ou para atendimento de demandas sociais. Alunos de outros cursos continuarão a ser atendidos.

CURSOS COM NOTAS ALTAS TERÃO PRIORIDADE
COMO SERÁ: Foco serão os cursos com notas 5 e 4 no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES).
ANTERIOR: MEC exigia avaliação positiva no Sinaes. No primeiro semestre, passou a adotar o critério e cursos com nota 4 ou 5 somaram 52% dos financiamentos.

JUSTIFICATIVA: Ministério diz que cursos com nota três no Sinaes ainda serão financiados, mas em patamares menores do que os das áreas consideradas prioritárias.

PRIORIDADE PARA TRÊS REGIÕES DO BRASIL 
COMO SERÁ: Será priorizado o atendimento de alunos matriculados em cursos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste (excluindo Distrito Federal).
ANTERIOR: Não havia recorte de prioridade para regiões ou estados. E 60% dos contratos eram com estudantes de estados do Sul, do Sudeste ou Distrito Federal.

JUSTIFICATIVA: Ministério diz que decisão se soma a "outras várias políticas sociais federais que buscam corrigir as desigualdades regionais". Alunos de outros estados continuarão a ser atendidos, mas em patamares menores do que os das áreas consideradas prioritárias.

VALIDADADE DAS MUDANÇAS
COMO SERÁ: Mudanças só valerão para os próximos contratos.

JUSTIFICATIVA: "Você não pode mudar um contrato por vontade unilateral. O governo firmou um contrato com milhões de estudantes com determinadas regras e essas regras serão mantidas e respeitadas", disse o ministro Renato Janine Ribeiro.

NOTAS MÍNIMAS NO ENEM
COMO SERÁ: Alunos precisam de 450 pontos na média do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) e nota diferente de zero na redação.
ANTERIOR: A mudança passou a valer para contratos firmados neste ano. Antes, só era preciso ter prestado o exame.

JUSTIFICATIVA: A iniciativa busca aumentar o nível dos profissionais formados com apoio do financiamento público, de acordo com o governo.

UNIVERSIDADES DARÃO DESCONTO EM MENSALIDADES
COMO SERÁ: Instituições participantes vão oferecer um desconto de 5% sobre a mensalidade para os estudantes com contrato do Fies.
ANTERIOR: Estudante pagava a mensalidade mais barata cobrada na instituição pelo curso.

JUSTIFICATIVA: "O governo é um grande comprador de cursos pelo Fies. Ao ser um grande comprador ele deve se beneficiar de descontos que são dados de modo geral quando você compra em grandes quantidades. Calculando 5%, quer dizer que três mil vagas das 61,5 mil são geradas por essa nova economia", afirmou o ministro.

PRAZO PARA PAGAMENTO
COMO SERÁ: Três vezes a duração do curso
ANTERIOR: Até 2010, era de duas vezes a duração.

CRITÉROS DE DESEMPATE
COMO SERÁ: I - maior nota na redação; II - maior nota na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; III - maior nota na prova de Matemática e suas Tecnologias; IV - maior nota na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias; e V - maior nota na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

ANTERIOR: A mudança passou a valer para contratos firmados neste ano. Antes, só era preciso ter prestado o exame.


Crescimento do Fies
A reformulação do Fies em 2015 ocorreu depois de o programa crescer de forma exponencial nos últimos anos. Ao mesmo tempo, o MEC precisou fazer ajustes no orçamento diante de cortes do ajuste fiscal.

Segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o Fies gastou R$ 13,7 bilhões em 2014.

Entre fevereiro e agosto do ano passado, o governo federal publicou três medidas provisórias para abrir crédito extraordinário para o Fies, que passou a atender também a alunos de mestrado, doutorado e cursos técnicos.

Para conter gastos, o MEC decidiu limitar o prazo para pedido de novos contratos (antes, era possível entrar com a solicitação em qualquer momento do semestre letivo), vincular a aceitação do pedido de financiamento a cursos com notas mais altas nos indicadores de qualidade, privilegiar instituições de ensino fora dos grandes centros e exigir que os estudantes interessados em contratos de financiamento do governo tivessem média de pelo menos 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

As novas restrições no programa, porém, se depararam com a crescente demanda dos estudantes e o resultado foi um período de instabilidade nos sistema, devido à grande procura por novos contratos, e o esgotamento da verba do Fies de todo o ano de 2015 para novos contratos.

O orçamento do Fies para novos contratos durante todo o ano de 2015 era de R$ 2,5 bilhões e, segundo o ministro, essa verba foi gasta inteiramente para atender aos 252.442 novos contratos fechados no prazo do primeiro semestre. Segundo o MEC, 178 mil pessoas tentaram celebrar novos contratos e não conseguiram.

Por isso, a segunda edição do programa para novos contratos ficou indefinida até que o governo federal finalizasse o reajuste orçamentário.

G1

TARAUACÁ: EM REUNIÃO COM O PREFEITO, VEREADORA JANAINA FURTADO PEDE CONTRATAÇÃO DE APROVADOS NO CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL


Na tarde da última quarta-feira feira, 01 de julho, o prefeito recebeu em seu gabinete, à vereadora Janaina e os aprovados que estão no cadastro de reservas do último concurso público da prefeitura). A vereadora Janaina Furtado é uma das principais defensoras dessa causa. Ela que participou ativamente da luta pela contratação dos professores, agora se junta aos aprovados para os cargos administrativos em busca de suas contratações. Muito se falou que a vereadora Janaina Furtado havia desistido da causa depois que foi convocada para assumir sua vaga como professora, conquistada através do mesmo concurso. "Confesso que fiquei muito triste em saber que algumas pessoas falaram que eu tinha abandonado essa causa por conta de ter sido chamada. Quero dizer aqui perante a todos vocês que eu nunca desisti e nem desistirei tão fácil. Abracei essa causa e vou até o final", disse ela. O prefeito Rodrigo, recebeu todos bem, pediu um pouco de compreensão, e disse que a vontade dele é contratar todos, mas, que no momento não é possível. "Esperamos resolver esse problema com a mudança do Regime jurídico de Celetista para Estatutário, onde está vinculado na própria lei uma mudança do Regime Previdenciário, o que tornaria a Prefeitura apta a contratar mais servidores. No entanto esse é um processo em que estamos trabalhando haja vista ser passível de LEI, e por isso demanda algum tempo, já que tem que passar pela Câmara Municipal de Tarauacá”.

Reunião (foto/Assecom)


A vereadora, com o consentimento de todos os aprovados sugeriu para o prefeito que, ele convocasse os auxiliares, embora que não fosse chamados de imediato. O prefeito pediu um prazo de 20 dias para poder analisar. Janaina Furtado, agradeceu o prefeito e disse "Eu sei que muitas vezes fomos para o enfrentamento, mais sabemos que é através do diálogo que a gente se entende. A prova disso foi à convocação dos professores. Escuto sempre por aí que eu estou acreditando em algo impossível, quero dizer que não podemos deixar de acreditar", finalizou. 

Reunião com os concursados (foto: assessoria)

No final, Janaina reuniu novamente os concursados, agora no prédio da câmara, para conversar sobre sobre os resultados positivos da reunião. Ficou pactuado que no dia 20 vinte de julho haverá uma nova reunião com o prefeito.

Por Edilene Silva
Assessoria Parlamentar
Vereadora Janaina Furtado

PRESIDENTE DA CÂMARA VEREADOR EZI ARAGÃO AGRADECE PELO RETORNO DO DELEGADO JOSÉ OBETÂNIO PARA TARAUACÁ


A Câmara Municipal de Tarauacá, através de sua Mesa Diretora, representada peloVereador-Presidente Ezi Aragão, vem a público, externar a satisfação de todos os Vereadores com o retorno do Delegado de Polícia Civil, Dr. Obetânio para nossa cidade.

Valeu a pena todas as investidas para que isso se concretizasse, nós Vereadores nos unimos em uma só voz, juntos fomos até a Secretaria de Segurança Pública do Estado, solicitar a sua permanência, fizemos documentos, ligações cobrando uma resposta urgente, pois nossa população não podia esperar tanto.


O Vereador Mirabor Leite fez o pedido para que fosse feita uma reunião agradecendo o Delegado os dias dedicados a nossa população, todos os Vereadores aceitaram e ocorreu não uma reunião e sim um grande ato democrático com a sociedade em geral, onde todos em uma só voz pediam para que o Delegado Dr. Obetânio permanecesse em nossa cidade. No mesmo ato foi feito um abaixo assinado com mais de 1.300 assinaturas e encaminhado para os órgãos competentes pedindo sua permanência.

"Ontem liguei para o Secretário de Segurança Pública, agradecendo a boa notícia que tivemos essa semana, que é o retorno do Dr. Obetânio para nossa Tarauacá. Agradeço aos Vereadores que juntos uniram forças e lutaram pelo que é melhor para nossa população. Agradeço também, a todos que não mediram esforços para mediar esse retorno. E dizer a nossa população que conte sempre com o Legislativo Municipal, estamos dispostos a servir sempre por uma Tarauacá melhor". Disse o Presidente Vereador Ezi Aragão,

Seja bem vindo Dr. Obetânio!