domingo, 26 de fevereiro de 2017

Vereadores de Cruzeiro do Sul aprovam redução salarial proposta por Ilderlei Cordeiro

ARCHIBALDO ANTUNES , Ac24horas.com

A Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul aprovou na noite desta quinta-feira, 22, em sessão ordinária, o projeto que reduz em 25% o salário do prefeito do município, do vice, secretários e do pessoal comissionado. O placar foi de oito a três a favor da proposta.


Enviado ao legislativo municipal por iniciativa do prefeito Ilderlei Cordeiro (PMDB), o projeto, na prática, anula o aumento concedido pela Câmara no apagar das luzes de 2016. Desde de janeiro os salários já vinham sendo pagos com desconto.

O município ainda não divulgou qual o montante a ser economizado nos próximos quatro anos com a medida.

Encerrada por volta das 22 horas, a sessão da Câmara Municipal revelou, ainda, a afinidade política entre a base aliada e o prefeito peemedebista.

Quem foi quem na votação
A favor do projeto de redução salarial de membros do executivo votaram os seguintes vereadores:

Mazinho (PMDB)
Antônio Cosmo (PMDB)
Professora Mariazinha (PHS)
Ocenir (PDT)
Chaguinha do Povo (PDT)
Marivaldo da Várzea (PMDB)
Franciney (PT)
Leandro Cândido (PSL)

Já os vereadores Keleu (PDT), Lucila Bruneta (PMDB) e Ronaldo da Farmácia (PDT) se posicionaram contra a redução salarial.

A sessão foi presidida por Clodoaldo Rodrigues, em substituição a Romário Tavares (PMDB), que cumpre agenda na capital. Outro ausente foi o vereador Elenildo de Souza (PP), que também está em Rio Branco para tratar assuntos relacionados à liberação do pagamento do seguro-defeso.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Jenilson Leite deixa a Comissão de Constituição e Justiça da Aleac com 100% dos trabalhos concluídos

Da redação ac24horas.com


O deputado estadual Jenilson Leite (PCdoB), depois de dois anos à frente da comissão mais importante da ALEAC, CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), deixa o posto com 100% dos trabalhos executados. O deputado assumiu a presidência da CCJ em fevereiro de 2015, tendo sido reeleito no ano seguinte por unanimidade.

Durante este período que o parlamentar conduziu os trabalhos da comissão responsável por analisar e dá o parecer técnico a respeito da constitucionalidade dos projetos, Leite teve seus feitos reconhecidos. Tanto pelo colegas de parlamento, bem pelos órgãos de imprensa e de sindicalistas. São mais de duzentos projetos e atos normativos analisados minuciosamente por ano. Todos eles tiveram sua tramitação regimental de acordo com o regimento da ALEAC, foram analisados e votados. Antes do recesso legislativo no final de dezembro de 2016, não ficou um único projeto sem receber o parecer da CCJR, ou seja, 100% das demandas forma executadas.

O deputado deu uma “nova cara” a comissão, trazendo a sociedade para o debate. Com Jenilson, antes que qualquer projeto fosse analisado e votado, o legislador teve sempre a preocupação de chamar as partes interessadas na matéria para fazer um debate profundo. A exemplos disso, cita-se o PCCR dos procuradores e defensores públicos do Estado, a nomenclatura dos funcionários do TCE, além dos projetos que atendem os interesses das entidades sindicais.

Jenilson Leite deixa a CCJR para comandar a Comissão de Segurança Pública e a Comissão de Finanças e Orçamento.

“Sinto-me realizado pelos êxitos obtidos à frente da CCJ. Nós, os membros da CCJ, demos o nosso melhor, buscamos fazer aquilo que estava ao nosso alcance e o que a sociedade espera de seus representantes. Sou grato a todos que contribuíram para que deixássemos as gavetas da CCJ vazia”, enfatiza o deputado.

Rio Tarauacá atinge cota de transbordamento novamente

Luciano Tavares, da redação ac24horas.com



O rio Tarauacá chegou aos 9, 50 centímetros, a cota de transbordamento, na manhã desta quinta-feira, 23, informou a Defesa Civil Municipal.

As águas do manancial invadem parte das ruas Tarauacá e Muru, no Bairro da Praia, o maior da cidade de Tarauacá.

“Com 10 metros começa a retirada das primeiras famílias. Nós estamos desde cedo fazendo trabalho de monitoramento porque o rio deve continuar subindo”, informou o coordenador da Defesa Civil, Jyens Jardim.

Há um mês o rio Tarauacá desabrigou mais de 120 pessoas depois de alagar quatro bairros da cidade.

Moraes diz que colega fala besteira quando defende fim de feriados dos dias do evangélico e católico

Ray Melo, da editoria de política do ac24hhoras.com



O autor do projeto que criou o Dia do Católico, deputado Manoel Moraes (PSB) usou a tribuna da Aleac na manhã desta quinta-feira (23) para criticar Heitor Júnior (PDT) que propôs o acabar com os feriados do Dia do Evangélico e Dia do Católico, com a justificativa que os feriados prejudicam a economia do Acre.

“Tem tanta coisa importante para fazer no Acre e Heitor Júnior fez um projeto para acabar com o feriado do dia do evangélico e católico”. Para Manoel Moraes, Heitor Júnior estaria ferindo uma questão ética entre os deputados, pedindo que um projeto aprovado por um colega seja revogado por causa de criticas.

“A pessoa vai falar do que entende, do que não sabe. Havia uma necessidade das pessoas que têm fé e não poderiam pagar suas promessas. O dia do católico, no dia 20 de janeiro, em Xapuri, foi o mais prestigiado. Vai acabar o desenvolvimento de quê? Estes dias movimentam o turismo e o serviço”, enfatiza Moraes

Segundo Moraes, o deputado Heitor Júnior não entende de economia. “Não é mais a indústria é que movimenta a economia, mas o setor de serviços. O deputado criticou ainda o posicionamento do padre Massimo Lombardi. “Se ele quiser legislar que ganhe uma eleição e venha aqui fazer projetos. Eu não vou na igreja dizer o que ele deve fazer”.

Sobrou até para imprensa que foi acusada de pautar discursos. “Não estamos aqui para ser pautados pela imprensa. O deputado Heitor Júnior deveria se preocupar com outras coisas e não ficar falando besteira. Quero pedir aos deputados que respeitem seus colegas. O momento de discutir projetos é nas comissões”, finaliza.

Juro do cartão de crédito avança e chega a 486% ao ano em janeiro

Da redação ac24horas.com

Os bancos continuaram a subir as taxas de juros ao consumidor no começo de 2017, segundo informações divulgadas pelo Banco Central nesta quinta-feira (23). O movimento acontece apesar da série de cortes promovidas pelo BC na Selic, a taxa de juros básica da economia.

Em janeiro, a taxa cobrada nas operações com cartão de crédito rotativo, a mais cara do mercado, voltou a subir e atingiu 486,8% ao ano, novo recorde histórico. Em dezembro do ano passado, os juros dessa modalidade de crédito estavam em 484,6% ao ano.

A série histórica da autoridade monetária começa em março de 2011. Em doze meses, o juro do cartão de crédito rotativo avançou 47,3%.

Nesta quarta (22), o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, anunciou o quarto corte seguido na taxa Selic, que está agora em 12,25% ao ano.

Cheque especial

No caso do cheque especial, informou o Banco Central, os juros médios cobrados pelos bancos nas operações com pessoas físicas registrou pequena queda, passando de 328,6% ao ano, em dezembro do ano passado, para 328,3% ao ano em janeiro deste ano.

Com isso, segue em patamar próximo ao recorde histórico de 330% ao ano, registrado em novembro de 2016. A série histórica do BC, neste caso, começa em julho de 1994.

A modalidade de crédito do cartão rotativo, e também do cheque especial, de acordo com especialistas, só deve ser utilizada em momentos de emergência e por um prazo curto de tempo, devido ao custo proibitivo.

No caso do cartão de crédito, a recomendação dos economistas é que os clientes bancários paguem toda a fatura no vencimento para não deixar saldo devedor.

Medidas para baixar juro do cartão

O governo anunciou recentemente que quer baixar os juros do cartão de crédito para menos da metade do patamar cobrado atualmente pelos bancos. Se a medida for implementada, os juros do cartão recuariam para cerca de 240% ao ano, ainda é considerado extremamente elevado para padrões internacionais.

No fim de janeiro, o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou norma que restringe o prazo do crédito rotativo do cartão de crédito.
Segundo a norma, o rotativo só poderá ser usado até o vencimento da fatura seguinte. Se na data do vencimento o cliente não tiver feito o pagamento total do valor da fatura, o restante terá que ser parcelado ou quitado.

A expectativa da equipe econômica é que todas as medidas que serão adotadas pelo governo paga baixar os juros do cartão devem estar em vigor até o fim do primeiro trimestre de 2017.

A ação principal será limitar o prazo para o pagamento do rotativo (que é quando é feito o pagamento do valor mínimo da dívida, com o parcelamento do restante) para até 30 dias. Hoje, esse prazo é mais longo.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

ANO LETIVO DA REDE ESTADUAL INICIA EM TARAUACÁ


Em Tarauacá, das 8 escolas urbanas, apenas 2 não iniciaram as atividades nessa segunda feira. Escola Plácido de Castro ainda não completou o seu quadro de pessoal e a Escola Tupanir Gaudêncio estará passando por uma reforma em sua cobertura. 



A professora Francisca Aragão Coordenadora Estadual do Nucleo de Educação em Tarauacá, participou do ato oficial a abertura do ano letivo pela manhã na Escola de Ensino Médio Djalma Batista. A solenidade aconteceu às 8 horas e contou com a presença de estudantes, profissionais da educação e demais membros da comunidade escolar. 



Devem estudar nas escolas estaduais urbanas do município uma média de 5 mil alunos que terão a sua disposição cerca 400 profissionais da educação, entre professores, servidores do quadro administrativo, servidores lotados no núcleo de educação, todas as equipes gestoras e suas coordenações.




As aulas dos alunos da rede pública estadual dos 22 municípios acreanos começam nesta segunda-feira, 20 de fevereiro. Na zona rural o início do ano letivo está previsto para o dia 6 de março. Em todo o estado estão matriculados 154.816 alunos. Desses, 119 mil estarão de volta à rotina escolar em uma das 171 escolas urbanas da região. Só na capital são 74.283 mil estudantes. Os demais alunos são das 443 instituições rurais.




por Accioly Gomes

Indenização a transmissoras de energia vai custar R$ 62,2 bilhões aos consumidores; no governo Temer a energia ficará mais cara.

Decisão foi tomada nesta terça pela Aneel. Valor será cobrado ao longo de oito anos nas contas de luz e, só em 2017, deve levar a alta média de 7,17% na tarifa.

Por Laís Lis, G1, Brasília

Os consumidores serão obrigados a pagar uma indenização de R$ 62,2 bilhões às concessionárias de transmissão de energia. Esse valor será cobrado ao longo dos próximos 8 anos nas contas de luz. Apenas em 2017, a parcela será de R$ 10,8 bilhões, o que deve gerar uma alta média de 7,17% nas tarifas. A determinação foi aprovada nesta terça-feira (21) pela diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Isso não significa, no entanto, que as contas de luz vão necessariamente subir 7,17%, já que há outros componentes que são levados em consideração no cálculo das tarifas, como o preço da energia, os encargos cobrados para financiar subsídios e também o consumo.

A indenização, portanto, vai contribuir para deixar as contas de luz mais caras até 2024, mas o impacto a cada ano varia. O valor aprovado nesta terça é menor que os R$ 65 bilhões previstos inicialmente pela Aneel.

Na apresentação que fez na reunião, a área técnica da agência apontou que mesmo com o pagamento da indenização, o reajuste acumulado de 2012 até 2017 nas tarifas de transmissão será menor do que seria se não houvesse a Medida Provisória 579, de 2012, que permitiu a renovação das concessões de energia elétrica.

Compensação

Esses recursos vão compensar as concessionárias por investimentos feitos nas linhas de transmissão antes de 2000, mas que ainda não tinham sido totalmente pagos via tarifa.

Essa dívida deveria ter começado a ser paga em 2013, mas houve demora do governo. Dos R$ 62,2 bilhões, mais de R$ 35,2 bilhões referem-se à atualização do valor, ou seja, são juros cobrados pelo atraso no pagamento.

Têm direito a receber a indenização as concessionárias que aceitaram, em 2012, a renovação de suas concessões dentro do plano lançado pela então presidente Dilma Rousseff e que, na época, levou ao barateamento das contas de luz.

Quem paga mais

O impacto da indenização às transmissoras nas contas de luz vai ser maior para alguns consumidores e menor para outros, dependendo da região onde vivem.

Consumidores do Norte, por exemplo, que vivem próximos de centros geradores de energia e onde o consumo é menor, devem ser menos impactados. Já consumidores que estão em regiões mais distantes das usinas e onde há mais consumo de energia, como algumas áreas do Sudeste, devem sentir impacto maior.

De acordo com a Aneel, o impacto das indenizações nas contas de luz, no Brasil, vai variar de 1,13% a 11,45%.

Inscrições para Cursos Técnicos EaD do IFAC seguem até dia 2

O programa de Ensino a Distância (EaD), do Instituto Federal do Acre (IFAC) está com inscrições abertas para cursos técnicos, em três cursos, com 200 vagas disponíveis.

Os interessados que residem em Porto Acre, Capixaba, Acrelândia e Plácido de Castro podem participar da seleção. O prazo final para concorrer às vagas disponíveis é até o dia 2 de março.

Os cursos oferecidos pelo EaD abrangem as áreas técnicas em Meio Ambiente, Administração e Vendas. Para concorrer a uma vaga é necessário que o participante tenha concluído o ensino médio.

O resultado final do Processo Seletivo 2017/1, uma vez homologado, será divulgado no dia 8 de março, a partir das 18h, no site do IFAC – www.ifac.edu.br, bem como no Portal de EaD – ead.ifac.edu.br.

ac24horas.com

Prefeitura de Rio Branco convoca médicos aprovados em concurso

Régis Paiva - regispaivajor@gmail.com /ac24horas.com


A Prefeitura Municipal de Rio Branco, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde publicou nesta terça-feira (21) divulgou o edital Semsa Nº. 07/2017 relativo ao concurso público simplificado para contratação de médico especialista para atuação na atenção primária do município.

Os médicos vão atuar nas equipes das unidades básicas de saúde. Os aprovados vão ter de apresentar o Laudo de Capacitação Funcional e entregar os documentos constantes no do edital.

Os exames médicos são: Avaliação do Psiquiatra para Sanidade Mental, Avaliação Dermatológica e Raio-X do Tórax com Laudo Médico (todos expedidos por especialistas). A entrega dos exames deverá ser feita na quinta-feira (9), das 8h às 12h na Junta Médica do Município de Rio Branco, localizada à Rua Alvorada nº 411, Bairro Bosque (em frente à Galeria Castro).

Os candidatos classificados deverão apresentar-se na data de convocação (10/3) munidos dos documentos constantes no Anexo I deste Edital, também das 8h às 12h no Departamento de Gestão de Pessoas da SEMSA, localizado na Avenida Ceará, nº. 3.335, Bairro Abraão Alab.



segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

PRESIDENTE DA CÂMARA CARLOS TADEU PEDE INSTALAÇÃO DE REDE DE ÁGUA PARA OS MORADORES DO TRIÂNGULO


O presidente da Câmara de Tarauacá,Carlos Tadeu cumpre agenda administrativa, em Rio Branco, durante esta sexta-feira, 17. A primeira agenda foi participar de uma reunião com o 

Chefe do Departamento de PAvimentação e Saneamento,Edvaldo Magalhães para falar da instalação de uma rede de água para os moradores que residem próximo a rotatória do Triângulo, a beira da BR364. O assessor parlamentar,Luís Meleiro também esteve presente na reunião. 

Segundo o diretor-presidente do Depasa, Edvaldo Magalhães, já está sendo feito um projeto e que ainda este ano o bairro estará com todos os moradores recebendo água potável em suas residências,de forma digna.

O Presidente Carlos Tadeu agradeceu o gesto carinhoso do Secretário em garantir solucionar o problema o mais rápido possível e reafirmou seu projeto de seguir trabalhando por aqueles que mais precisam do poder público. “Vamos lutar para melhorar a condição das pessoas. Todos merecem algo melhor”, disse Carlos.


Assessoria

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Tião Viana entrega R$ 1 milhão para produtores rurais de Tarauacá e Feijó

Arison Jardim, agencia.ac.gov.br

O governo já investiu mais de R$ 12 milhões na produção rural de Feijó e Tarauacá, desde 2011 (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

Com a mensagem de união e esperança anunciando mais trabalho para as comunidades rurais de Feijó e Tarauacá, o governador Tião Viana realizou nesta sexta-feira, 17, a entrega de R$ 1 milhão em equipamentos e mudas. Os investimentos fazem parte da política de governo que apoia as comunidades que protegem a floresta, ocupando-a e produzindo sem desmatar.

Maria da Liberdade de Lima, da comunidade Beija-Flor, em Feijó, não esconde a felicidade de ver o avanço que chega para ela e os amigos. “Estamos muito felizes e gratos porque vamos usar esses equipamentos para aumentar a produção e melhorar nossa renda”, explica a agricultura.

Ela declarou que o forte das 38 famílias da comunidade é manufatura da farinha de mandioca, cultivo do milho, abacaxi, e a criação de peixes, possível pelo também apoio do Estado na construção de açudes na região.

Com grande felicidade, o governador Tião Viana fez questão de cumprimentar os beneficiários das 15 comunidades e quatro terras indígenas nos dois municípios. Ele fez questão de parabenizar o produtor José da Silva (Nico), do Ramal Cachoeira, em Tarauacá, que está conseguindo comercializar seu cultivo de banana e garantindo uma renda mensal na média de R$ 1.200.“Hoje estamos entregando benefícios para as famílias que trabalham, com isso estamos dividindo esperança entre nós”, governador Tião Viana (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

“Este é o Acre que a gente quer ver crescer, e isso vamos conseguir trabalhando em comunidade. Enquanto locais do mundo passam por momentos desagregadores e de guerra, no Acre nós unimos as comunidades, os povos indígenas. Hoje estamos entregando benefícios para as famílias que trabalham, com isso estamos dividindo esperança entre nós”, falou em seu discurso, Tião Viana.

Os dois eventos reuniram mais de 600 pessoas, que celebraram a conquista, com gratidão e o compromisso de zelar por cada bem adquirido.

Os presentes receberam ainda o convite do governador para se juntarem a ele nos próximos encontros, nos quais serão anunciados mais investimentos. “Ainda temos muito o que fazer. Neste ano e no próximo iremos trazer ainda mais apoio, pois a vida é feita de trabalho e organização comunitária”, reiterou Tião Viana, acrescentando ainda para mais comunidades se organizem em suas associações e cooperativas para que os benefícios sejam ampliados.
Os programas de incentivo

Os trabalhos são provenientes dos programas Fundo Amazônia e Extensão Indígena, feitos com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e do Programa de Inclusão Social e Desenvolvimento Econômico Sustentável do Estado do Acre (Proacre), com recurso do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird). “Essa é ainda uma primeira fase. Temos muito trabalho para finalizar e trazermos mais melhorias para os produtores rurais dessa região”, afirmou o titular da Seaprof, Thaumaturgo Neto.Mais de 1.600 famílias receberam investimentos em assistência técnica, mecanização agrícola, roçados sustentáveis e sementes de mucuna e guandu, transporte de produção, mudas de frutíferas e kits de horta (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

Relembrando todo o trabalho feito nos dois municípios desde 2011, um total de R$ 12 milhões em investimentos, o deputado estadual Lourival Marques reiterou o empenho do governo e da base legislativa: “Já são sete anos que o governo Tião Viana tem trazido instrumentos e apoio para que o produtor rural cresça. Isso é compromisso com a comunidade rural”.

Mais de 1.600 famílias receberam hoje investimentos em assistência técnica, mecanização agrícola, roçados sustentáveis e sementes de mucuna e guandu, transporte de produção, mudas de frutíferas e kits de horta. Houve ainda a assinatura de dois projetos aprovados pelo Banco do Brasil, no valor de R$ 130.000, para investimentos em gado leiteiro e avicultura, projetos elaborador por técnicos da Seaprof.

Raduan Nassar critica governo ao receber o Prêmio Camões; ministro da Cultura rebate

Escritor de 'Lavoura arcaica' fez críticas ao governo em evento nesta sexta-feira (17) em São Paulo; Roberto Freire revidou e bateu boca com o público.

Por G1, São Paulo

O ministro da Cultura, Roberto Freire, discursa durante cerimônia de entrega do Prêmio Camões ao escritor Raduan Nassar (centro). O escritor Raduan Nassar fez um discurso explosivo e antigoverno ao receber a premiação. O ministro reagiu a gritos de 'Fora Temer' vindos do público e discutiu com pessoas que se manifestaram (Foto: Marcos Alves/Agência O Globo)

O escritor Raduan Nassar recebeu nesta sexta-feira (17) o Prêmio Camões por sua obra literária, no Museu Lasar Segall, em São Paulo. Em seu discurso, o escritor fez críticas ao governo Temer e à indicação do ministro licenciado da Justiça, Alexandre de Moraes, para o Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo Raduan, quando Moraes era secretário de Segurança Pública de São Paulo, teria sido responsável pela invasão de escolas ocupadas por estudantes e por ter agido com violência contra manifestações da oposição nas ruas. Raduan também chamou o governo Temer de repressor e de atrelado ao neoliberalismo, com sua "escandalosa concentração de riqueza". Disse também que o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff foi um golpe e lamentou que o atual governo seja amparado pelo STF e pelo MP. "Mesmo de exceção, o governo que está aí foi posto e continua amparado pelo Ministério Público e de resto pelo Supremo Tribunal Federal. Dois pesos, duas medidas."

Em resposta, o ministro da Cultura, Roberto Freire, sob vaias e gritos de "fora, Temer", rebateu as críticas do escritor. Freire disse que Raduan Nassar era um adversário recebendo um prêmio do governo que ele considerava ilegítimo. E acrescentou: "Quem dá prêmio a adversário político não é a ditadura". "É fácil fazer manifestação num governo democrático como este", disse.

Ministro Edson Fachin manda arquivar inquérito de Lindbergh Farias na Lava Jato

Inquérito para investigar senador havia sido aberto em 2015 para apurar fatos narrados na delação do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.

Por Mariana Oliveira, TV Globo, Brasília

O ministro Luiz Edson Fachin, relator no Supremo Tribunal Federal da Operação Lava Jato, determinou o arquivamento do inquérito aberto para investigar o senador Lindbergh Farias (PT-RJ).

Fachin atendeu a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que disse não ter encontrado elementos suficientes para o prosseguimento da investigação.

Em nota (leia a íntegra mais abaixo), Lindbergh disse que sempre teve a consciência "tranquila", pois, segundo ele, não cometeu nenhuma ilegalidade. "Minha trajetória política é marcada pelo compromisso com a democracia e a justiça social e sigo em luta simplesmente por que acredito em Ideias e causas ligadas a construção de um mundo mais justo", acrescentou o senador.

O inquérito foi aberto em março de 2015 para apurar fatos narrados na delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.

Segundo Costa, quando candidato ao Senado em 2010, Lindbergh teria solicitado R$ 2 milhões da cota do PP relativa ao esquema de corrupção na Petrobras.

Lindbergh era alvo de investigação por suspeita de corrupção passiva qualificada e lavagem de dinheiro. Em novembro do ano passado, relatório da Polícia Federal já havia recomendado o arquivamento.

Conforme o procurador, "não se vislumbra outras medidas que possam ser adotadas, neste momento, para o integral esclarecimento das hipóteses levantadas".

"Os resultados das diligências realizadas, conquanto não infirmem as mencionadas declarações, não foram capazes de reforçá-las, persistindo até mesmo dúvidas em relação a circunstâncias essenciais dos fatos aqui versados, tais como o local da primeira reunião entre o investigado e o ex-diretor da petrolífera e a suposta pessoa que teria repassado os dois milhões de reais."

Pelo entendimento consolidado do STF, o procurador é o titular da ação penal em relação a pessoas com foro privilegiado e cabe a ele decidir o que investigar.

Geralmente, quando a Procuradoria pede arquivamento ou investigação, o STF autoriza e somente monitora se a condução do caso está dentro da lei.

Íntegra

Leia abaixo a íntegra da nota de Lindbergh:


Enfim justiça.

Hoje o STF arquivou o inquérito contra mim na Lava Jato. A Polícia Federal e a PGR já tinham se manifestado no mesmo sentido.

Sempre disse que tinha consciência tranquila pois sei que não cometi nenhuma ilegalidade.

Não me confundo com esses que fazem política para enriquecer.

Minha trajetória política é marcada pelo compromisso com a democracia e a justiça social e sigo em luta simplesmente por que acredito em Ideias e causas ligadas a construção de um mundo mais justo.

O período de apuração foi muito doloroso, já que condena-se antes de investigar.

Fui atacado, mas sempre tive consciência tranquila e nunca desviei de minha luta.