sexta-feira, 11 de julho de 2014

Seis partidos que apoiam o PT no Acre terão que pedir votos para Aécio e Campos


Quem imagina que já viu de tudo numa eleição, se engana. No Acre, os partidos que buscam sombra e água fresca no conforto dos cargos oferecidos pelo Partido dos Trabalhadores (PT), que comanda o governo do Acre há quase 16 anos, vivem um verdadeiro dilema ao ter que apoiar o candidato petista no Estado e um presidenciável de outra legenda no plano nacional.

Segundo informações do presidente regional do PHS, Manoel Roque, seis partidos que integram a Frente Popular do Acre (FPA) foram enquadrados pelas executivas nacionais para pedir votos para Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). PRP, PHS, PPL e PSB pedirão voto casado Sebastião Viana/Eduardo Campos. PTB e PTN – Sebastião Viana/Aécio Neves.

O dirigente destaca ainda que os cartazes, banners e santinhos dos candidatos dos seis partidos também terão que ter os números de Aécio Neves e Eduardo Campos, o que poderá gerar constrangimento dos candidatos que declararam apoio antecipado para reeleição de Dilma Rousseff (PT). Até mesmo o vice do governo petista do Acre, terá que pedir votos para Campos.

Os candidatos das legendas “enquadradas” terão ainda que falar os nomes e os números dos presidenciáveis, no horário eleitoral gratuito da Frente Popular. Para Manoel Roque, “será uma verdadeira salada de frutas”, mas o gosto poderá ser amargo para Sebastião Viana, que contará com apoiadores que poderão causar uma verdadeira confusão na cabeça do eleitor acreano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário